Início » Software » Por que o Windows 10 tem tudo para ser o próximo Windows XP?

Por que o Windows 10 tem tudo para ser o próximo Windows XP?

Compartilhe

As comparações entre Windows 10 e Windows XP só aumentaram nas últimas semanas, principalmente após as recentes decisões tomadas pela Microsoft, tanto para a atual versão do seu sistema operacional como para a próxima, o Windows 11.

Mas será que o Windows 10, lançado em 2014, tem esse potencial em ser o “sucessor espiritual” do Windows XP, que foi lançado em 2001 e, por incrível que pareça, ainda se faz presente em alguns sistemas informáticos relevantes ao redor do mundo?

 

 

 

As chances para isso acontecer são enormes

Deixando de lado as óbvias questões de segurança, o Windows XP é um sistema operacional muito estável e confiável. E a prova disso está justamente no fato do software funcionar muito bem até hoje em sistemas informáticos importantes de relevantes instituições que não se adaptaram ao longo do tempo.

O Windows 10 foi lançado em 2014, e poderia ter uma vida longa maior. Até porque a Microsoft chegou a mencionar que esta seria “a última versão do Windows”, e todo mundo ficou tranquilo com isso. Porém, a existência deste post por si mostra que fomos todos enganados.

O grande problema aqui está nos requisitos mínimos solicitados pela Microsoft para atualizar os computadores do Windows 10 para o Windows 11. Muita gente não está engolindo essa história de ser obrigado a ter o chip TPM 2.0 no computador para ser elegível ao novo sistema operacional.

Da mesma forma que testemunhar todos os equipamentos com processadores Intel Core de sexta geração para trás ficando obsoletos por conta de requisitos técnicos que relativizam o bom desempenho do computador é algo que não está agradando a muitos que investiram uma boa grana em produtos para trabalhar e estudar.

Ou seja, é de se imaginar que vai ter muita gente que não vai sair do lugar até 2025, ficando com o Windows 10 por mais alguns anos. E, quem sabe, até depois disso, mesmo correndo os riscos de deixar os dados vulneráveis pelas questões de segurança.

A galera que ainda usa o Windows XP até hoje nunca ligou pra isso mesmo.

 

 

 

Você compraria um computador novo por causa do Windows 11?

Dois fatores ajudam a explicar por que a resposta dessa pergunta será NÃO para muitos usuários.

O primeiro deles é que o Windows 11 neste primeiro momento está se vendendo muito mais pelas novidades de design do que em novas funcionalidades, e para muita gente isso nem é um argumento válido para investir dinheiro em um novo computador.

O segundo fator está na escassez de chips que afeta toda a indústria neste momento, o que pode frear as vendas de novos computadores nos próximos meses. Dessa forma, muitos vão ficar com o computador velho e estacionado no Windows 10, e até mesmo pelo comodismo devem ficar com o sistema operacional em um momento posterior.

As barreiras impostas pela Microsoft (TPM 2.0, processadores lançados de 2018 pra frente, lançamento apenas em 64 bits, etc) foram impostas para que o Windows 11 tivesse uma adoção maior e mais rápida de forma forçada ou obrigatória.

Só que a Microsoft se esqueceu de combinar isso com o usuário. Em muitos casos, quem tem um ótimo notebook com Intel Core i7 de sétima geração vai querer usar esse equipamento até que ele derreta antes de ir para o Windows 11. Sem falar nos modelos mais antigos que ainda estão funcionando muito bem por causa da excelente otimização oferecida pelo Windows 10.

Por isso, afirmar que o Windows 10 tem tudo para ser o novo Windows XP não é nenhum exagero. Mesmo com a data de fim de suporte já definida pela Microsoft (14 de outubro de 2025). Quatro anos é tempo suficiente para uma galera economizar uma grana para comprar um baita computador novo, ao mesmo tempo que segue fazendo dinheiro com o atual equipamento.

E como a Microsoft não vai ceder nas políticas de uso do Windows 11…

…temos um “novo” Windows XP a caminho!

 

 

Via MakeUseOf


Compartilhe