motorola-razr-d3

Eu sei o que os leitores do TargetHD.net passaram. Sei o que é ter ansiedade por um produto, e sei muito bem como é nos dias de hoje a necessidade de obter o maior volume de informações possível sobre um produto a ser adquirido. O que eu não entendo é esse modo “quero o review para ontem” que alguns leitores possuem. Isso mais uma vez aconteceu com o reivew do Motorola RAZR D3 que já está ao ar no blog. Logo, faço esse post para esclarecer o que aconteceu dessa vez, e até mesmo para explicar aos mais apressados como o negócio funciona em situações futuras.

Quando eu recebo um produto, eu o testo por 24 horas, para poder gravar um vídeo falando das primeiras impressões que tive com aquele produto. Esse vídeo de primeiras impressões vai para o meu canal pessoal no YouTube, apenas para dar um preview do que estará no review completo, e um gostinho para os leitores mais apressados. Mas alguns já pensam que esse é um review completo, e em alguns casos, fazem as tais críticas não fundamentadas. Deixo todos os indícios claros que NÃO É UM REVIEW, e sim, um vídeo de PRIMEIRAS IMPRESSÕES. Impressões essas que podem ser alteradas. Até porque quem fica em um lugar só é poste. Ou burro.

Depois disso, os testes começam. Só que aí, aquele leitor apressadinho quer que o review saia rapidamente, e enche o meu Twitter (@oEduardoMoreira) e o meu canal de vídeos com a pergunta “quando vai sair o review completo?”. E isso acontece DOIS DIAS DEPOIS que eu recebi o produto para testes. Amigos, um review não é um processo em que você testa dois dias, e já sai escrevendo no terceiro. É algo demorado, onde você tem que dissecar todos os recursos possíveis do aparelho. Até porque sempre vai ter aquele chato para dizer que você está errado em este ou aquele detalhe, ou que você foi negligente porque deixou de testar um recurso que é “vital” para aquele produto (na verdade é só para quem reclama na maioria dos casos).

Como eu quero me prevenir de todas essas dores de cabeça, a cada review de um novo produto, eu tento adicionar novos elementos para essas análises. Elementos que, em muitos casos, aparecem de sugestões úteis dos leitores, com o objetivo de fazer um review cada vez melhor e mais completo. Eu fico pasmo como existem blogs grandes de tecnologia, ou grandes sites “especializados” no assunto, que recebem os produtos antes  do TargetHD, e fazem um review tão simplório. Mais: os leitores em muitos casos acabam achando aquilo ótimo, porque pertence à um grande portal.

Outro detalhe: eu sou sozinho no TargetHD. E prefiro assim, pois desse modo, eu tenho controle e responsabilidade sobre o material que eu produzo. E para confeccionar um review de quase seis mil palavras e quase 100 fotos, é algo que preciso abrir mão de tempo da minha rotina diária, de publicar um release de assessoria na pauta regular do blog, entre outros contratempos cotidianos. Um review é um processo até doloroso em alguns casos, pois são horas de edição de fotos, vídeos e do texto em si.

E para fazer um trabalho bem feito, preciso testar o produto por, pelo menos, uma semana, em uma rotina diária, para que eu possa começar a passar as minhas impressões no blog. E para que o conteúdo seja publicado da forma mais adequada, é necessário pelo menos três dias escrevendo, revisando textos e fotos, editando o vídeo, enviando o vídeo para o YouTube, entre outros detalhes que precisam ser analisados antes do review ser publicado. E mesmo assim, algumas falhas acontecem: informações ditas e escritas erroneamente, que precisam ser corrigidas, ajustes na divulgação das redes sociais, entre outros detalhes.

E mesmo assim, recebo como “bônus” a insatisfação de alguns poucos, que não se dão conta do trabalho que dá fazer isso. Até porque nunca fizeram.

Por isso, para aqueles mais apressados, tudo o que eu peço é paciência. Não vou acelerar o processo de produção dos reviews justamente para poder entregar um trabalho melhor para quem realmente quer um bom trabalho. Quando você me perguntar: “quando vai sair o review”, a resposta sempre será essa: “vai sair quando ele estiver pronto, e vai levar o tempo que for necessário para ficar pronto”. Como sou eu que estou me expondo aos eventuais erros de um review, quero ter o direito de reduzir ao máximo a margem de erro. E principalmente: fazer o trabalho que, no final, agrade à mim, de forma prioritária.

Estamos conversados? Ótimo.

Clique aqui para ler os reviews publicados no TargetHD.