Por que sentimos cócegas? | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Variedades » Por que sentimos cócegas?

Por que sentimos cócegas?

Compartilhe

Não pense que essa é uma pergunta tonta ou sem o menor sentido. É um problema que afeta a bilhões de pessoas ao redor do mundo.

As cócegas.

Pode parecer algo lógico e comum para todo mundo, mas ainda não contam com muito sentido para a ciência como um todo. A simples reação de rir descontroladamente quando entram em contato com algumas áreas do corpo é algo que deveria causar estranheza para muita gente.

Então… por que isso acontece? E por que cada pessoa sente cócegas em diferentes partes do corpo, e não no mesmo lugar?

 

 

 

Compreendendo as cócegas através do olhar científico da questão

 

As cócegas são uma reação natural do corpo diante de um contato com possíveis parasitas que podem afetar o nosso corpo de alguma forma, como podem ser insetos e répteis. Esta reação do corpo foi denominada como knismesis, e alerta o corpo sobre qualquer perigo ao nosso redor, alertando sobre o ataque em caso de um contato inesperado.

Os mamíferos sentem mais cócegas que os demais animais. Cavalos e elefantes sofrem desse efeito pelos mesmos motivos de proteção do corpo diante de eventuais ataques.

Porém, outras cócegas não são ameaçadoras, e tendem a ser mais potentes e com efeitos mais estranhos. E normalmente acontecem com humanos.

A gargalesis são as cócegas produzidas pelo contato de uma pessoa com a outra pessoa. Essas são as mais comuns entre os humanos e, por motivos óbvios (o nome fala por si), são essas que provocam o riso.

Em linhas gerais, o contato com algumas zonas do nosso corpo estimula as fibras nervosas relacionadas com o tato e sua origem, e este efeito pode ser mais social que o físico.

As cócegas estão no mundo (e não apenas no ser humano, mas sim em todo o reino animal) há mais de 80 milhões de anos. Estão conosco desde a nossa infância, e nada mais são do que uma forma de brincar com a vida, ou um código de relacionamento que temos conosco e com as demais pessoas.

Logo, as cócegas podem ser consideradas uma relação social e, por esse motivo, algumas pessoas podem sentir mais os seus efeitos do que outras.

 

 

 

Conclusão

 

As cócegas nada mais são do que um produto da evolução das espécies, tal e como ocorre com tantas outras circunstâncias que afetam o bom funcionamento do nosso corpo, como a necessidade de consumir sal e açúcar.

É uma característica que vai muito além dos seus efeitos físicos, envolvendo também aspectos comportamentais, neurológicos e até sociais. Porém, é importante deixar claro que nem todas as pessoas sentem ou gostam de sentir cócegas. Logo, tente não abusar dessa prática com desconhecidos.


Compartilhe
@oEduardoMoreira