Por que Warren Buffet não confia no Bitcoin (errado ele não está)? | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Variedades » Por que Warren Buffet não confia no Bitcoin (errado ele não está)?

Por que Warren Buffet não confia no Bitcoin (errado ele não está)?

Compartilhe

Se eu, que não tenho a grana que ele tem, não confio no Bitcoin… quem sou eu para julgar, não é mesmo?

Na verdade, eu não confio nas criptomoedas como um todo, e isso não faz muita diferença. Por que? Porque eu não tenho dinheiro para investir nelas.

De qualquer forma, o Bitcoin tem os seus defensores e detratores, e os dois lados contam com ótimos argumentos para defender suas posições. Mas se existe alguém que escolheu um lado da questão há muito tempo e não pretende mudar um centímetro sequer em sua posição, esse alguém é ninguém menos que o bilionário Warren Buffett.

 

 

 

Por que ele pensa assim?

Buffet tem os seus direitos, e compartilhou alguns dos seus pensamentos sobre o tema recentemente. E talvez nem seria necessário colocar isso em perspectiva, mas não dá para ignorar a opinião de Warren Buffett nesse tema, uma vez que ele é um dos maiores investidores do mundo.

Fato é que Warren simplesmente não confia nas criptomoedas, e ele tem bons argumentos para isso:

“Se vai subir ou descer no próximo ano, ou em cinco ou dez anos, eu não sei. Mas tenho certeza de que não produz nada. (…) Por 1% de todas as terras agrícolas nos Estados Unidos, pague ao nosso grupo $25 bilhões, vou passar um cheque esta tarde […] por $25 bilhões, agora possuo 1% das terras agrícolas … Agora, se você me disser que você tem todos os bitcoins do mundo e me ofereceu por $25, eu não aceitaria porque o que eu faria com isso? Eu teria que vendê-lo para você de uma forma ou de outra. Não vai fazer nada… As fazendas vão produzir alimentos…”.

Tá. Eu entendi o que ele quis dizer, e onde ele quer chegar.

Para Buffet, o Bitcoin pode não valer nada no futuro, por não ser tangível e viver em um terreno incerto por muito tempo… assim como as moedas tradicionais também são. Ou vai me dizer que dólar e real já valem tanto quanto valiam em 1995?

O problema do Bitcoin é que ele não é tangível, tem uma cotação extremamente volátil e que pode resultar em perdas financeiras gigantescas por conta do seu futuro incerto. Sem falar que, para ele, seria uma tolice investir em algo que a China baniu do seu país.

E esse banimento das criptomoedas da China fala muito mais do que qualquer discurso ou argumento contra ou a favor do Bitcoin.

 

 

 

No final das contas, eu não discordo de quem tem muito dinheiro

É difícil discordar de um bilionário, e não será este o caso.

Warren Buffett deve saber muito bem do que está falando, pois uma cadeira de um escritório dele vale mais do que três vidas minhas acumuladas. Por isso, não dá para ignorar alguns dos seus pensamentos.

E, olhando para a perspectiva individual da questão, investir no Bitcoin neste momento tem o mesmo risco que colocar o braço para ser cortado por alguém que acredita que braços podem se regenerar.

Bom, até podem. Mas não significa que isso efetivamente vai acontecer.

Da mesma forma o Bitcoin. Mesmo depois de tanto tempo com a criptomoeda em operação, ela não conta com a estabilidade necessária para ser utilizada em alta escala, mesmo com algumas iniciativas que apontem para isso.

Conselho de amigo? Espere mais um pouco… e ouça o Warren Buffett.


Compartilhe
@oEduardoMoreira