Ir ao conteúdo

Por que Zlatan Ibrahimovic está brigando com a EA Sports?

Compartilhe

Nem todos os jogadores de futebol gostam de ver o seu rosto em um jogo de videogame, o que não quer dizer que os futebolistas detestam este tipo de jogo. Pelo contrário: o que tem de jogador gastando horas na concentração com os videogames…

E, falando em futebol, vamos falar de Zlatan Ibrahimovic, uma personalidade peculiar e polêmica dentro desse segmento. Por um lado, ele mostrou que é um cara legal, presenteando os seus companheiros do Milan com unidades do PS5. Por outro lado, o artilheiro de 39 anos está em rota de colisão com a EA Sports, que está lucrando com a sua imagem em FIFA 21.

 

 

 

Gostar do game é uma coisa. Aqui, são negócios…

 

Zlatan alega que ninguém entrou em contato com ele para que o seu rosto e a sua pessoa como um todo estivesse em FIFA 21, e não deu permissão para a EA Sports para utilizar a sua imagem no jogo de forma alguma. O jogador também afirma que não se lembra de ser membro do FIFPro, o sindicado mundial de jogadores profissionais de futebol, e se alguém colocou o nome dele lá foi sem a sua autorização.

O atacante sueco alega que “alguém está obtendo lucros com o meu nome e o meu rosto, sem nenhum acordo, por anos. Chegou a hora de investigar o assunto”.

 

 

Na verdade, Zlatan Ibrahimovic nem precisa gastar muito tempo na investigação. Basta que ele aprenda a ler as letras miúdas dos contratos que ele assina.

 

 

 

Zlatan, aprende a ler, cara…

 

Zlatan Ibrahimovic não fazia a mais vaga ideia que, ao assinar o seu contrato para jogar no Milan, ele automaticamente estava cedendo o seu direito de utilização de imagem para a franquia de videogames FIFA de forma automática. E é bem provável que ele não consiga provar que não sabia disso quando assinou o contrato. No máximo que estava com preguiça para ler tudo.

A EA Sports respondeu às acusações de Zlatan, afirmando que trabalhou com o FIFPro por anos para garantir os direitos de imagens de todos os jogadores presentes no seu jogo, e reforçou a assinatura do acordo com o Milan, que inclui o uso do uniforme, dos jogadores e do estádio San Siro. Esse acordo foi muito divulgado quando foi assinado em julho, e o jogador sueco deveria saber disso.

Um exemplo das consequências desses acordos (mas ao contrário) é o caso da Juventus, que não assinou com a EA Sports por ter um contrato de exclusividade com a Konami. Por conta disso, o time é representado em FIFA 21 com o nome Piemonte Calcio, mas os seus jogadores aparecem no game da EA, já que foram assinados contratos individuais ou um acordo direto com a FIFPro ou com suas federações nacionais.

Além disso, cada caso é um caso. Os direitos de imagem dos times e jogadores da Serie A são negociados individualmente, enquanto que na Premier League (Inlgaterra), o acordo é coletivo.

Em resumo: faltou ao Zlatan Ibrahimovic ler as letras miúdas do novo contrato assinado com o Milan. Ele só pode alegar ignorância por conta de sua preguiça em ler.

 

 

Via Eurogamer


Compartilhe
Publicado emGames