Precisa de algoritmo para definir a melhor hora para tomar café? Press "Enter" to skip to content
Início » Variedades » Precisa de algoritmo para definir a melhor hora para tomar café?

Precisa de algoritmo para definir a melhor hora para tomar café?

Compartilhe

Não existe a melhor hora para tomar café. TODA HORA é hora de tomar café.

Ainda acredito que o café vai salvar o mundo (depois da vacina). Se o bacon é vida (apesar das enormes chances dele matar você com problemas no coração), o café pode oferecer melhor atividade cerebral e, com sorte, vai impedir que você tente o suicídio durante a aula de matemática na segunda-feira pela manhã.

Por isso, o desenvolvimento de um algoritmo para tentar descobrir qual é o melhor momento para tomar café é algo totalmente inútil e dispensável. É aquela coisa que cientistas fazem quando tem orçamento sobrando e já inventaram a carne vegetal ou uma vacina pra COVID-19 que funciona com apenas uma dose.

 

 

 

O objetivo é otimizar o consumo do café

Os norte-americanos são viciados em café e eficiência. Agora, imagine como o Exército daquele país se comporta enquanto desenvolve um algoritmo para descobrir quando é o melhor momento para tomar café.

A ideia é oferecer um aplicativo para smartphones e na web que analise os hábitos e comportamento do usuário para determinar qual é o melhor momento para o consumo da bebida mais amada do mundo (mais que a Coca-Cola, na minha opinião).

No desenvolvimento desse algoritmo, são levados em consideração quais são as respostas aos estímulos que o café produz, as horas de sono do indivíduo em função do consumo da bebida (se o usuário precisa ficar mais tempo acordado ou se ele quer dormir em um determinado horário), a intensidade da bebida e os reflexos do corpo.

Todos esses dados combinados e criteriosamente analisados em função daquele usuário podem determinar qual é o melhor horário para tomar um copo enorme e bem quente de café.

No meu caso, o tempo todo.

 

 

 

E quais foram os resultados?

Não muito diferente do comportamento que boa parte das pessoas que já contam com o hábito de beber café todos os dias abraçaram ao longo da vida, e que nunca precisaram de cientistas para chegar a tais conclusões.

Levando em consideração que o seu cérebro só pega no tranco no meio da manhã depois de 8 horas de sono em média, o café vai ter que fazer efeito no meio da tarde, que é quando você naturalmente vai ficar com sono depois da feijoada do almoço de quarta-feira.

Então, para que o seu cérebro continue a funcionar depois do almoço, você precisa tomar a primeira xícara de café às 9h da manhã e a segunda xícara às 12h. Ou seja, o café da manhã e logo depois do almoço.

O café ingerido nas primeiras horas da manhã fará com que o seu cérebro termine de acordar, e o segundo café após o almoço fará com que ele não entre em coma induzido pela comida, oferecendo a atenção necessária para você concluir aquele relatório tão importante durante a jornada da tarde.

Mais uma vez: para algumas pessoas (meu caso), o estudo é completamente inútil, pois toda hora é hora para tomar café.

Sou viciado em café? Muito provavelmente sim. Mas… e daí? Quem está pagando esse café no débito sou eu, certo?

Então… assunto encerrado. Próximo post.


Compartilhe