Início » Gastronomia » Prepare cachorro quente à beira de um vulcão ativo

Prepare cachorro quente à beira de um vulcão ativo

Compartilhe

Você gosta de cachorro quente?

Eu sei que sim.

Que ótimo. Eu também. Aliás, eu adoro comida. E fico feliz que temos isso em comum na vida.

Agora, você já pensou como pode ser o sabor de um cachorro quente produzido na boca de um vulcão ativo?

Pense no sabor esfumaçado que a salsicha pode receber, e como isso deve ser gostoso… ou não.

 

 

 

Só podia ser na Islândia…

 

Além de um filme divertidíssimo tirando sarro da famosa competição musical Eurovision, a Islândia também conta com um vulcão que recentemente entrou em erupção, o Fagradalsfjall. E em um país tão pequeno e com pouca coisa para fazer, esse evento se transformou com relativa facilidade no GRANDE EVENTO.

Vários cientistas de todo o mundo acompanharam muito de perto a manifestação do vulcão Fagradalsfjall. Tão de perto, que alguns deles decidiram realizar diferentes experimentos. Incluindo, é claro, a produção de um cachorro quente com o seu calor.

Isso pode parecer algo surreal… para você. Se eu pudesse, eu faria a mesma coisa. Porém, eu não sou um dos cientistas que decidiram se aproximar do Fagradalsfjall para cozinhar com algumas salsichas com o seu calor, com direito a despejar um pouco de molho de tomate depois que a iguaria ficou pronta.

Vale lembrar que o vulcão Fagradalsfjall estava dormindo a centenas de anos, o que reforça a curiosidade de muita gente sobre o que poderia fazer com o calor que emanava dele. E fazer cachorro quente com o calor de um vulcão é algo que praticamente qualquer pessoa sabe fazer.

Resultado: o experimento virou viral rapidamente na internet, e várias outras pessoas decidiram ir até o vulcão para cozinhar com o seu calor. E por pura diversão, sem pensar nos resultados científicos da ação.

 

 

 

Tome cuidado em qualquer cozinha

 

 

Cientistas cozinhando em vulcões não é algo incomum. O mesmo já aconteceu no Klyuchevskaya Sopka, o vulcão mais alto da Eurásia, quando o mesmo ficou ativo.

De qualquer forma, as autoridades lembraram aos mais curiosos que preparar cachorros quentes à beira de um vulcão em erupção é algo absurdamente perigoso (se é que isso ainda não tinha ficado claro inclusive para o amigo leitor desse post).

Se, por um lado, a salsicha bem cozida (cozida até demais na opinião de alguns, já que muitas ficaram muito chamuscadas), por outro lado, um passo em falso, e quem pode ficar bem cozido é você. Aliás, procure tomar cuidado na hora de cozinhar. Seja na cozinha, seja na boca de um vulcão ativo.

 


Compartilhe