Compartilhe

Sinal dos novos tempos. Mas nem por isso somos obrigados a aceitar essas mudanças calado ou com um ar de normalidade que ignora o bizarro e o inusitado.

Na verdade, eu não deveria ser contra esse tipo de evolução. Sempre prego que a tecnologia existe justamente para romper as barreiras com o passado, sempre apresentando elementos inovadores para o futuro. Mas confesso que é difícil ver as coisas acontecendo da forma errada, e aceitar que uma geração inteira quer seguir nessa direção por livre e espontânea vontade.

Eu sou um daqueles que defendem com unhas e dentes o conceito do “ver vídeos com o smartphone na vertical é um erro grosseiro”. Por mais que as novas gerações tenham abraçado essa proposta (especialmente depois do Snapchat e dos Stories do Instagram e Facebook), ainda entendo que o formato na horizontal é aquele que entrega o maior número de elementos na tela, e que é isso o que as pessoas deveriam querer.

Mas o que é a minha opinião diante das preferências dos demais, não é mesmo?

 

 

 

O primeiro filme 100% na vertical vem aí

 

 

De qualquer forma, o cinema muda muito de tempos em tempos. No passado, você só poderia ver filmes em locais específicos e em momentos mais esporádicos. Isso mudou com a chegada das grandes redes de cinema em todo o mundo, com preços (teoricamente) mais acessíveis.

A tecnologia contribuiu bastante para isso, com iniciativas importantes como o home cinema, filmes produzidos especialmente para os canais de TV, a própria TV a cabo e o serviço de streaming. Isso fez com que os estúdios começassem a criar filmes para atender a esse público com hábitos diferentes.

Os filmes de animação também merecem um destaque especial, pois os estúdios começaram a utilizar técnicas diversas para todos os tipos de filmes. E a internet foi mais uma mola motriz para um novo movimento de mudança, onde você poderia ver os filmes na hora que quiser, onde quiser, no tamanho de tela de sua preferência e do jeito que melhor atendesse as suas necessidades.

Pois bem… parece que o cinema vai passar por mais um momento de revolução: acabou de ser anunciado o lançamento do primeiro filme feito 100% na orientação vertical. E isso acontece porque as necessidades das pessoas mudam de tempos em tempos.

Algumas pessoas só querem ter aquele seu momento de paz e sossego olhando para tela do telefone da forma mais cômoda possível. E não dá para negar que essa forma confortável é segurando telefone na vertical com apenas uma das mãos. Logo, seria uma questão de tempo para que a orientação dos filmes também passassem por essa mudança.

O filme em questão vai se chamar V2. Escape From Hell, e tem direção de Timur Bekmambetov. O mais interessante dessa obra é que a mesma é baseada em um argumento real para a sua realização, e é pensada justamente para ser assistida na vertical, com a sua imagem totalmente adaptada para as telas dos smartphones.

Essa não chega a ser uma novidade revolucionária na indústria do cinema e do entretenimento. Não faz muito tempo que foram apresentados concursos e festivais de cinema independente, cujas imagens dos filmes foram capturadas na vertical. Normalmente são filmes realizados com baixíssimo orçamento, de modo que V2. Escape From Hell tem tudo para ser uma revolução no setor.

Minha opinião (se é que ela conta alguma coisa nesse momento)? Isso tudo aqui está muito errado!

 

 

+info


Compartilhe