novos-consoles-01

O segmento de videogames está fervilhando. Sony e Microsoft abriram a caixa de Pandora, revelando suas alternativas de renovação, e inflando consideravelmente as opções de compras de consoles domésticos.

A escolha nunca foi tão difícil. E muitos se perguntam se vale a pena comprar as renovações ou manter o Xbox One ou PS4 atuais. E, se a migração acontecer, com qual deles devemos ficar?

Perguntas difíceis. Muito difíceis de serem respondidas.

Renovar-se (um pouco) ou morrer

 

xbox-360-vs-ps3

 

Os ciclos de renovação dos consoles são longos, mas tanto Microsoft como Sony reduziram essa janela com lançamentos que prolongam a vida útil da atual geração de consoles, aplicando melhorias sensíveis nos seus produtos.

A prática não é nova. No passado, já vimos as versões Slim do PlayStation e do Xbox 360, e ambas ofereceram melhorias tecnológicas que resultaram em uma sobrevida no mercado.

Além das revisões, o PS Move e o Kinect, dois acessórios inspirados no Nintendo Wii, insuflaram nova vida nas vendas da geração anterior de consoles. Os jogos com controle por gestos eram muito promissores, e tinham a mesma perspectiva que a realidade virtual promete hoje.

As promessas da época não viraram realidade, mas impulsionaram as vendas mesmo sem grandes mudanças de hardware.

Com a chegada do Xbox One, a coisa mudou sensivelmente, e deve mudar ainda mais com o PS4 Pro. E mais ainda com o Xbox Scorpio.

 

Um suporte 4K e de realidade virtual (mais ou menos…)

 

games-em-4k

 

Microsoft e Sony aproveitaram a febre pelas resoluções 4K para implantá-la em todos os âmbitos. É um conceito fantástico, mas que nos consoles das duas empresas não serão nativas. Na maioria dos casos, teremos jogos 4K na base da gambiarra, através de um upscalling.

No caso do PS4 Pro, teremos 4.2 TFLOPS de desempenho, com uma maior margem para jogos com suporte ao 4K nativo, mas esses serão jogos onde a quantidade de informação visual gerada pode se mover de forma fluída com a nova GPU dos consoles.

Nos dois casos, uma característica chamativa está presente: o suporte HDR, com um alcance dinâmico elevado e maior contraste, cores e força em todas as cenas.

Fato é que as experiências em 4K também valem para a realidade virtual. Os aspectos técnicos solicitados pelo Oculus Rift e HTC Vive para bons resultados são muito elevados, com um hardware caro. Logo… como um console que custa US$ 100 a mais (em média) que uma NVIDIA GTX 970 pode competir nesse terreno?

Provavelmente não pode. A proposta do PS4 Pro parece ser bem sólida, mas são os desenvolvedores que deverão demonstrar que efetivamente os jogos de realidade virtual para esses consoles podem satisfazer as expectativas dos usuários. No caso do Xbox One S, as dúvidas são ainda maiores.

 

Qual console escolher?

 

xbox-one-ps4-controles

 

A resposta, obviamente é: depende do tipo de usuário que você é.

Para a grande maioria dos mortais, os novos Xbox One S, PS4 e PS4 Pro não fazem mais do que colocar pequenas adições ao que já existia. Para quem tem os modelos atuais, a atualização é de difícil justificativa.

As diferenças não são tão espetaculares, a não ser que você tenha em casa uma TV com suporte 4K e HDR. E, mesmo assim, a reflexão persiste, pois ainda que tanto o Xbox One S como o PS4 Pro aproveitem das novas características visuais, o resultado final pode decepcionar um pouco.

Existe o salto de qualidade, mas não é o mesmo que vivemos do DVD para o Blu-ray, por exemplo.

Logo, com um monitor ou uma TV 1080p também teremos uma maior qualidade visual. Seu hardware atual é mais potente, permitindo maiores taxas de fotogramas por segundo, maior fluidez e maior qualidade visual.

O problema é que os desenvolvedores devem ativar essa opção em seus jogos, e o resultado desses modos melhorados é algo incerto. Podemos notar as mudanças, mas o que vimos até agora é que os ganhos não são relevantes.

 

xbox-one-branco

 

Some tudo isso ao fato da Microsoft esperar um ano para lançar o Project Scorpio (natal de 2017), com uma potência ainda maior que a do PS4 Pro.

Isso torna a decisão ainda mais difícil. Se você pensa em comprar o Xbox One S ou escolhe esperar pelo Scorpio, precisa levar em consideração que, além de esperar um ano, o preço do Scorpio provavelmente será Premium. Não há números, mas pode ficar entre US$ 500 e US$ 600. E isso deve dar mais holofotes ao Xbox One S.

A decisão no caso entre o novo PS4 e o PS4 Pro parece ser muito mais simples. É melhor investir um pouco mais e ter o PS4 Pro. A potência adicional não sai tão cara, o console está preparado para o 4K, HDR e conteúdos de realidade virtual, e vai ser lançado em algumas semanas.

Escolher entre os modelos da Microsoft ou da Sony se complica se considerarmos outros fatores além do hardware: jogos exclusivos de cada plataforma e o aspecto social, por exemplo. O console da Sony é mais popular, com mais jogadores na sua base.

Porém, o Xbox One S e o PS4 Pro não são tão distantes como poderia parecer. O console da Microsoft conta com o Blu-ray 4K que o PS4 Pro não oferece. O console da Sony é nativamente mais potente, mas seu adversário será capaz de aproveitar as técnicas de upscalling para oferecer o suporte ao 4K que agrega uma riqueza visual aos jogos já existentes, e aos títulos que estarão por vir.

Ou seja… a decisão é difícil de ser tomada. Bem difícil.