A Gartner recentemente publicou a sua última análise sobre as vendas do mercado de computadores para o último trimestre de 2012, e de acordo com a empresa, as vendas mundiais de PCs no período ficaram na faixa de 90.3 milhões de unidades, registrando uma queda de 4.9%, se comparados com os números do último trimestre de 2011. Os analistas da Gartner afirmam que o principal responsável por essa diferença é a popularidade dos tablets, que cada vez mais canibalizam o mercado de PCs.

A Gartner observa que os usuários seguem com a tendência de substituir os computadores pelos tablets, principalmente quando o ciclo de vida desses computadores na residência dos usuários chega ao fim. Também se observa uma mudança comportamental nos usuários que utilizam equipamentos de tecnologia nos setores de criação e administração, onde está sendo mais válido adquirir um tablet para exercer tais atividades de forma individual do que compartilhar um PC e, por tabela, compartilhar esses dados com outras pessoas. Os analistas acreditam que, no futuro, o usuário comum que possui um PC e um tablet é casa será a exceção da regra.

O estudo também informa que os compradores não estão propensos a substituir os seus computadores secundários em casa, e sim já migrarem direto para os tablets. As vendas do final de 2012 mostraram que é possível encontrar notebooks com preços muito baratos, mas com uma demanda muito menor do que o esperado. Mais uma vez, os tablets foram o objeto de desejo do consumidor no último Natal, e foram os produtos mais procurados em diferentes mercados globais.

Por fim, o relatório indica que o lançamento do Windows 8 não teve um impacto significante nas vendas de computadores no último trimestre, e é esperado que novos produtos que estão chegando ao mercado ajudem a aumentar a base de venda dos computadores. A HP foi a empresa que mais vendeu computadores no mundo no último trimestre de 2012, seguida pela Lnovo, Dell, Acer e Asus.