olev.jpg.pagespeed.ce.jdW3lYlAHU

Na Coreia do Sul, foi lançada uma pequena frota de ônibus elétricos que não necessitam de uma tomada para obterem a energia necessária para funcionarem. Esse veículos conseguem a sua energia via wireless, mais precisamente através de ressonância magnética, muito parecida com a tecnologia que já vemos em alguns smartphones e tablets.

Não temos nenhum grande segredo na tecnologia adotada pelos coreanos, apesar de uma explicação que requer uma certa complexidade. O sistema usa uma pequena bateria, que reduz significativamente o peso do ônibus, além de eliminar alguns cabos que passam por baixo do veículo.

O principal objetivo dos sul-coreanos foi em eletrificar as rotas que os ônibus do futuro precisam passar. Nesse trajeto, está disponível um OLEV (Office for Low Emission Vehicles), que é um recurso que ativa a carga apenas daqueles veículos que estão equipados com essa tecnologia. Por consequência, só esses veículos vão passar por essa rota, deixando o trânsito da região um pouco mais livre.

Com esse conjunto de tecnologias, esses ônibus podem percorrer até 24 quilômetros com uma única carga de bateria. Nada mal, se levarmos em conta que ele está em teste em uma cidade de médio porte.

O sistema está em fase experimental na cidade de Gumi, e segundo o site ExtremeTech, os responsáveis pelo desenvolvimento do sistema esperam que mais 10 ônibus sejam adicionados à frota atual até 2015. Antes disso, eles pretendem eletrificar mais carros.

Se o projeto se transformar em algo mais do que um simples teste, o resultado prático pode ser excelente a longo prazo. O sistema reduz de forma drástica a dependência da gasolina, e inclusive pode mudar de forma definitiva a maneira de fabricar os veículos. Os caminhos eletrificados podem ser aproveitados para diversas finalidades mais voltadas para o mundo da informática e tecnologia, e tudo isso pode se converter em uma cidade muito mais limpa e inteligente.

Via ExtremeTech