Compartilhe

Aparentemente, a Red Bull deveria dar asas a seus consumidores pelo dinheiro que eles gastam com os seus produtos. Em uma medida sem precedentes da justiça canadense, a empresa recebeu uma ação coletiva semelhante à apresentada em 2013, onde a empresa de bebidas energéticas é acusada de propaganda enganosa pelo famoso lema: “Red Bull te dá asas”.

Dessa forma, a empresa austríaca fundada em 1987 deve compensar com um total de US$ 13 milhões (aproximadamente US$ 10 por usuário), segundo informa o Dished Vancouver.

 

 

Por que a Red Bull perdeu a ação?

 

 

O advogado Michael Attar, que defendeu os consumidores, disse que o processo contra a Red Bull era por “declarações falsas sobre a utilidade de seus produtos”.

Em comunicado, a Red Bull explica que seu marketing “sempre foi engenhoso, verdadeiro e preciso”. De fato, a empresa não parou de usar “Red Bull dá asas” como seu principal slogan.

A o processo de 2013 é muito semelhante ao atual, e indicava o seguinte:

“Essas práticas questionáveis ​​significam que a publicidade da Red Bull não é apenas exagerada, mas também enganosa e fraudulenta. Mesmo na ausência de evidências científicas de que tomar um Red Bull não traga mais benefícios do que uma xícara de café, a empresa insiste em que seu produto é uma fonte superior de ‘energia’, justificando seu custo muito superior ao de outras fontes de cafeína”.

Pois bem, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Questionar que o Red Bull não entrega ganhos significativos de energia e que a empresa está cobrando caro demais por uma bebida que não é tão mais eficiente que o cafezinho que você toma todos os dias é algo até razoável.

Agora, processar a empresa Red Bull porque a bebida energética literalmente não dá asas? Acho um pouco demais. Não apenas é um oportunismo sem tamanho de quem está processando, como também é uma tremenda falta do que fazer (ou muita louça na pia para lavar).

Menos, minha gente… Bem menos…

 

Via Dished Vancouver


Compartilhe