mega 32x

O Mega 32X foi um acessório que a SEGA lançou para tentar prolongar a vida útil do Mega Drive. Uma atualização entre gerações que chegou depois do MegaCD e antes do SEGA Saturn.

A ideia era boa. O Mega 32X entregaria ao Mega Drive jogos em 3D com qualidade próxima aos dos arcade, permitindo à SEGA seguir aproveitando a base de usuários do console depois do lançamento do Saturn. No final das contas, as promessas não foram cumpridas, e a iniciativa foi um completo desastre.

A SEGA prometeu uma potência e qualidade que não se cumpriram, sem falar que o Mega 32X era um acessório caro e cômodo de usar, já que contava com o seu próprio adaptador de energia e exigia um cabo de imagem adicional, já que o trabalho gráfico não era dividido com o Mega Drive.

Sim, foi um fracasso, mas teve jogos muito bons que demonstravam o seu potencial, como Virtua Fighter, Virtua Racing Deluxe ou After Burner.

Porém, o problema não foi a sua falta de potência, mas sim o quão complicado era desenvolver para o console e aproveitar totalmente o seu potencial.

A SEGA integrou dois processadores SH2 da Hitachi no Mega 32X, um grande erro que se repetiu no Saturn, que também não brilhou como merecia.

O vídeo abaixo revisa os pontos mais importantes do console e suas particularidades técnicas, com os melhores e piores jogos que o Mega 32X recebeu. É a primeira parte de uma série que será publicada ao longo das próximas semanas.