Início » Música » Robô dirige orquestra sinfônica completa com Andrea Bocelli como solista

Robô dirige orquestra sinfônica completa com Andrea Bocelli como solista

Compartilhe

Robôs podem fazer qualquer coisa. Desde ter sexo com humanos até conduzir uma orquestra sinfônica.

A empresa ABB apresentou um divertido projeto, que resultou no robô YuMi, que fez a sua estreia no Teatro Verdi de Pisa (Itália).

Diante de mais de 800 espectadores e com a participação do tenor italiano Andrea Bocelli, o programa “Um Alento de Esperança: de Stradivarius ao robô” apresentou algumas peças de difícil condução, como La Donna è Mobile (Verdi) e O Mio Babbino Caro (Puccini), sem maiores problemas.

Toda a execução das peças foi guiada pelos movimentos de YuMi, e a música gerada por sua execução foi impecável, demonstrando que os robôs podem simplesmente aposentar regentes e diretores de orquestras.

 

 

Vale lembrar que o YuMi não é um desconhecido para os amantes de robôs e da música. Seus braços robóticos já atacaram de DJ em festas.

Aqui, o YuMi precisou de uma ativa participação humana, com o maestro Andrea Colombini atuando como modelo de rastreamento em vários ensaios, onde o robô aprendeu com seus movimentos, para imitá-los no grande concerto.

 

 


Compartilhe