anuncio-trafico-jpg

Eu não sei dirigir, mas sou muito bom no Forza Horizon. É claro que tal credencial não me outorga automaticamente como um bom motorista, mas ao menos tenho a ciência do quanto preciso estar concentrado para conduzir um veículo em alta velocidade (quem já zerou esse jogo sabe do que estou falando).

De qualquer forma, o mundo real é bem mais complexo. O mundo real não conta com botão ‘replay’, e não podemos simplesmente fingir que estamos bem depois de uma batida em alta velocidade. Uma das grandes preocupações dos departamentos de trânsito em todo o planeta está relacionado ao uso do smartphone e celular ao dirigir. Uma idiotice sem sentido que algumas pessoas seguem praticando de forma inconsequente.

O governo da Nova Zelândia parece ter encontrado a solução perfeita para tentar conscientizar os seus motoristas. Uma campanha veiculada na TV do país tende a cumprir com esse objetivo de forma bem simples. O vídeo mostra duas pessoas em um carro, e o telefone do motorista toca. Sem pensar, o motorista se desloca para atender a chamada, ao mesmo tempo que o co-piloto alcança antes o objeto, e as mãos dos dois se encontram.

Esse contato físico faz com que, automaticamente, o motorista sinta um choque emocional em função da relação que as duas pessoas guardam dentro de si. O que acaba sendo divertido de se ver.

Vídeo a seguir.

 

Via @ow