Sério que você acreditou que era mesmo a Luiza Trajano pedindo dinheiro pelo WhatsApp? | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Aprendeação Igonorante » Sério que você acreditou que era mesmo a Luiza Trajano pedindo dinheiro pelo WhatsApp?

Sério que você acreditou que era mesmo a Luiza Trajano pedindo dinheiro pelo WhatsApp?

Compartilhe

O fato da Luiza Trajano ser a nova protagonista de uma fraude que está se tornando cada vez mais frequente em aplicativos como WhatsApp e Instagram nem chega a ser algo tão surpreendente.

O que realmente chama a atenção é que pode existir pessoas ingênuas o suficiente a ponto de realmente acreditar que uma das mulheres mais ricas do país começaria a pedir dinheiro pelo WhatsApp para qualquer pessoa. Ou para uma pessoa que, talvez, possui um crediário no próprio Magazine Luiza.

E depois algumas pessoas ficam se perguntando por que o brasileiro precisa ser estudado pela NASA com uma certa urgência…

 

 

 

Dona Gertrudes, eu preciso conversar com a senhora…

Ah, Dona Gertrudes… a senhora, que tem os seus 76 anos bem vividos e veio até o meu blog porque soube que eu gosto de mulheres mais velhas e acreditou que teria uma chance comigo. Dona Gertrudes, aquela que mal sabe usar o smartphone e chama o WhatsApp de ZapZap.

É com a senhora que eu quero conversar, minha linda!

Por que diabos a dona Luiza Trajano iria pedir dinheiro para a senhora? Logo a senhora, Dona Gertrudes, cheia de dívidas no crédito consignado e no cartão de crédito, poderia mesmo emprestar dinheiro para a toda poderosa do Magazine Luiza?

Só eu entendi que isso é um golpe, Dona Gertrudes?

Não empresa dinheiro para a Luiza Trajano, Dona Gertrudes! Empresta esse dinheiro para mim! Ou me dá o dinheiro em troca de algumas horas de companhia masculina e prazer íntimo. Sou o tipo de pessoa que se vende fácil por dinheiro e adora sexo.

Garanto que seu dinheiro será muito melhor investido comigo do que nas mãos de um golpista, um homem que não te conhece, não tem qualquer tipo de escrúpulos e não vai resultar no prazer que a senhora procura desde o dia que o Coronel Dutra foi para o além túmulo.

Apesar do golpista só desejar te foder de qualquer forma, mas pelo motivo errado.

 

 

 

É claro que é um golpe, minha senhora!

Este é o tipo de golpe que nem precisa a vítima ou protagonista confirmar que é um golpe. É só pensar: o quão crível pode ser um pedido de dinheiro emprestado vindo da Luiza Trajano?

O problema é que tem muita gente inocente ou muito mal esclarecida caindo neste tipo de golpe, que está se tornando cada vez mais comum na internet.

Quando o criminoso cibernético não rouba a conta da pessoa no Instagram para vender eletrodomésticos falsos, ele cria uma identidade falsa para se passar pela pessoa em questão para passar golpes em outras pessoas, amigos e familiares.

 


Os dois tipos de crimes cibernéticos estão se tornando cada vez mais comuns na internet, infelizmente. E tudo o que resta aos usuários é usarem do bom senso ou do senso comum para ligar o sinal de alerta e pensar umas dez vezes quando esse tipo de mensagem ou informação incomum aparecer na frente.

Quando a esmola é demais, o santo desconfia. E quando o pedido é muito absurdo, é sua obrigação se perguntar se aquilo faz algum sentido em um mundo racional e prático.

Se não fizer, é uma cilada, Bino. Ou estão querendo te foder da forma errada, Dona Gertrudes!


Compartilhe
@oEduardoMoreira