Compartilhe

O número de contágios do coronavírus COVID-19 não para de crescer, e como algumas pessoas acreditaram na história da tal “gripezinha” (mesmo com o Brasil com mais de 100 mortes no momento em que esse post foi publicado), é preciso tomar atitudes para evitar o contágio e, ao mesmo tempo, reduzir a velocidade de expansão do vírus.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) é a entidade máxima do assunto. Ela sabe mais do que qualquer político. Logo, vale a pena observar com atenção as dicas oferecidas por ela, pois quando adotadas já apresentaram resultados positivos na prevenção do contágio.

São alguns passos que qualquer pessoa deve seguir (em quarentena ou não) para evitar contrair a doença e, principalmente, a propagação em determinadas áreas geográficas.

Preste atenção às dicas e, por favor, adote as mesmas para o seu dia a dia.

 

 

 

Lave bem as mãos. O tempo todo

 

A higiene das mãos é algo essencial. Para que o processo de limpeza seja efetivo, o processo de lavar as mãos com água e sabão deve durar entre 20 e 30 segundos. É recomendável também usar um antibacterial à base de álcool nos locais onde você não pode lavar as mãos com a água e sabão.

 

 

 

Use a etiqueta social

 

Não seja uma pessoa grosseira ou mal educada. Para tossir ou espirrar, a forma correta de proteger o próximo é flexionando o cotovelo ou usar um lenço para cobrir a boca (de papel, e descartá-lo imediatamente depois).

 

 

 

Não toque os seus olhos, boca ou nariz

 

Estas são as vias pelas quais o vírus entra no organismo humano. Por isso, é fundamental não passar as nossas mãos por essas áreas.

 

 

 

Evite aglomerações

 

Quanto maior o número de pessoas em um local, mais fácil é para o vírus se propagar. O melhor é não frequentar lugares muito concorridos e evitar aglomerações. E, principalmente: se cair em uma aglomeração, mantenha a calma.

 

 

 

Se você tem sintomas de gripe leve, não saia de casa

 

A febre e a tosse não são motivos para você sair correndo para um hospital (que precisam ficar livres para os casos graves). Se você sentir sintomas de gripe leve, fique isolado e em quarentena por pelo menos 14 dias, tempo em que o vírus é eliminado do seu organismo, e o potencial de contágio é reduzido.

 

 

 

Consulte um médico se aparecer sintomas graves

 

Se você sentir sintomas mais graves, como a dificuldade para respirar (principalmente), procure o quanto antes um centro de saúde. Porém, é crucial que você se comunique com esses centros via telefone antes.

 

 

 

Mantenha-se informado através dos órgãos competentes

 

Como eu disse no começo do post, as redes sociais e os sites da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde são as melhores fontes de informação nesse momento. Ela atualiza o estado atual do vírus no planeta, oferecendo as informações mais adequadas para contornar a pandemia sem maiores problemas.


Compartilhe