É uma verdade inescapável. O Android não vale nada.

Por conta da grande quantidade de produtos disponíveis no mercado (com as mais diferentes versões), os dispositivos com o sistema operacional do Google ficam desvalorizados muito rapidamente, e o mercado de revenda vira uma completa doação de produtos em troca de pouco reais.

Não sou o único que passa ou que passou por essa dificuldade. Eu vi colegas blogueiros com smartphones Android top de linha como é o caso do Samsung Galaxy Note 8 sendo obrigados a vender o dispositivo com preços muito abaixo do que o produto custou na loja.

Tudo bem, todo produto de tecnologia sofre por uma desvalorização tão logo ele sai da loja. Bem sabemos disso. Por outro lado, tem muito usuário sem noção (e sem tanto dinheiro assim, eu também entendo essa parte) que quer pagar menos de 50% no valor de um produto semi novo, apenas porque ele entende que é assim que a banda tem que tocar.

Nessas horas eu realmente sinto saudades/inveja dos usuários da Apple, especialmente daqueles que vendem iPhones. A perda de valor de mercado é mínima, e a negociação nunca acaba caindo para o apelativo, com valores de contra proposta mais próximos da realidade, e com um bom senso que eu gostaria que a maioria dos compradores de smartphoens Android tivessem em si antes de empurrar propostas lixo para as pessoas.

Eu entendo que todo mundo quer pagar barato por qualquer coisa. Mas quem faz o preço é quem oferece o produto. Mas isso não acontece apenas com os consumidores de tecnologia de segunda mão no Brasil. O que tem de anunciantes querendo pagar preços bem abaixo do que aqueles que eu ofereço para a publicidade no TargetHD.net…

De novo: eu não tenho problemas em aceitar outras propostas e reduzir os meus preços. Mas eu também não quero doar produtos e serviços.

E no caso do Android? Ele não vale nada. Comprou um smartphone Android? Saiba que, para vender, será um parto. E você vai perder dinheiro no processo.

Fato!