sony-xperia-c5-ultra

A Sony pode dizer que oferece alguns dos melhores sensores fotográficos para smartphones do mercado mobile. E o Xperia C5 Ultra é mais um modelo que tenta se promover baseado nisso. São dois sensores de 13 megapixels (frontal e traseiro), com o competente sensor Exmor RS, o que deve garantir uma boa capacidade fotográfica na maioria das situações.

Sem falar que o sensor frontal ainda conta com uma lente especial para selfies, com um flash otimizado. Aliás, demorou para os fabricantes se tocarem que as pessoas não só gostam de tirar selfies, mas que gostam de registrar esses momentos com amigos em locais não muito bem iluminados, como por exemplo as baladas noturnas. Nesse aspecto, a Asus saiu na frente com o Zenfone Selfie, e os demais fabricantes dão a entender que vão no vácuo dos asiáticos.

Outra aposta interessante da Sony para o Xperia C5 Ultra é a sua tela. Com 6 polegadas, padrão IPS, resolução Full HD e tecnologia TV Mobile BRAVIA Engine 2, é uma tela que pode se mostrar muito competente para uma exibição perfeita de imagem, sem precisar apelar para resoluções elevadas e com elevado consumo de recursos e bateria (beijo, Xperia Z5 Premium).

Do mais, temos um modelo de linha média bem honesto, com processador octa-core de 1.7 GHz, conectividade 4G, 16 GB de armazenamento, 2 GB de RAM, entre outros. O Sony Xperia C5 Ultra é, talvez, o smartphone mais equilibrado apresentado pela Sony na IFA 2015, e se vier por um preço competitivo, pode conquistar o coração de muitos que estão atrás de um phablet com boas câmeras para chamar de seu.

Porém – e sem ser repetitivo -, estamos falando da Sony, que já está acostumada a ‘se supervalorizar’ quando colocar os preços nos seus produtos. Eu realmente gostaria de ver valores mais competitivos para esses produtos intermediários, para essas propostas que oferecem diferenciais relevantes para determinados usuários, mas que para o grande público são bem ajustadas.

E eu imaginava que a queda de vendas da Sony na divisão mobile mudaria o perfil da empresa no quesito preço. Mas não vou perder as esperanças. Vamos esperar os próximos meses.