Ir ao conteúdo

Space Jam: Um Novo Legado: tem hipocrisia aqui?

Compartilhe

Eu vou amar Space Jam: Um Novo Legado. Eu sei disso. A Warner Bros vai ter que fazer muita coisa errada para que esse filme seja ruim. Porém (sempre tem um porém)…

O trailer é cheio de hipocrisia. E é uma hipocrisia patrocinada pela dona Warner Bros.

Prometo ser o mais gentil do mundo, mas não posso deixar de observar em como as referências presentes no trailer mostram que a eliminação do Pepe Le Pew foi apenas para responder a uma pauta de presente.

 

 

 

Existem referências tão ruins quanto, para dizer o mínimo

 

 

Tirar o Pepe Le Pew de Space Jam: Um Novo Legado foi uma forma de seguir a narrativa de “respeito às mulheres”, algo que acho muito válido. Isso é reforçado na eliminação da sexualização da Lolla Bunny, o que também é algo corretíssimo.

São duas evoluções da sociedade. É reflexo dos novos tempos.

Agora… tem algumas presenças que são meio erradas nesse primeiro trailer para um filme que é voltado para o público infantil e infanto-juvenil, e a Warner Bros. não deu muita bola para isso.

E, antes que você diga que estou problematizando o filme, eu deixo claro que não dou a mínima para tais referências. Porém, se tiraram um personagem por causa de uma mudança da sociedade, outros ficaram e essa mesma sociedade pode simplesmente dar de ombros?

Anham… sei…

 

 

Vamos citar apenas algumas referências que o trailer mostra para mostrar o meu ponto.

 

  • Pennywise (de It): desde quando aquele palhaço dos infernos foi feito para as crianças? Será que eu perdi alguma coisa ao não ver os dois filmes baseados nessa história?
  • Game of Thrones: tudo bem, a referência é mercadológica e conversa com o público juvenil. Porém, até onde me consta, essa série jamais foi concebida para ser vista por crianças.
  • Gigante de Ferro (de Jogador Número 1): também é uma problematização aos olhos de muitos, mas sabemos que os videogames violentos não contam com classificação etária para o grande público alvo do filme.
  • Laranja Mecânica: isso aqui é o ápice da hipocrisia da Warner Bros. As crianças podem até não entender a referência, mas todo mundo que viu esse filme sabe que ele passa bem longe de ser adequado para o público infantil.

 

De novo: o meu problema não é com a inclusão e a remoção de referências adultas para um público infanto-juvenil. Mas a impressão que dá é que o cancelamento de Pepe Le Pew parece uma gota no oceano no meio de tudo o que vi no trailer de Space Jam: Um Novo Legado.

E eu insisto que vou adorar esse filme.

 


Compartilhe
Publicado emCinema e TVOpinião