Spray transforma pequenos objetos inanimados em robôs que andam e pulam

Compartilhe

Quando as máquinas escravizarem os humanos em 2050, vocês vão me dar razão. E a pior parte é que eu ainda estarei vivo até lá, e vou virar um velho cansado, diabético, com Alzheimer e prestando serviços absurdos para os robôs da Boston Dynamics.

Sim… pois eles vão dominar tudo isso no futuro.

O ser humano não está satisfeito em flertar com a morte das formas mais inusitadas. Desde comer um morcego ou votar em políticos extremistas (não importa se são de direita ou esquerda, que isso fique bem claro), algumas pessoas não se contentam em seguir com suas vidas normalmente. Precisam se colocar em risco, e colocar toda a humanidade sob ameaça constante por tabela.

E digo isso porque construir um robô é algo banal. Qualquer idiota constrói um robô hoje em dia. Agora, transformar um objeto inanimado em robô para matar a cada um de nós de forma surpreendentemente inusitada… isso é para poucos.

 

 

 

Basta um spray para transformar um carro em um Transformer?

 

Não sei se é tão simples assim, e torço para que não seja.

Pesquisadores da Universidade de Hong Kong desenvolveram o M-Spray, que é um spray que transforma qualquer objeto de pequeno tamanho em um robô que pode se mover. Ou seja, o sonho de transformar o seu Fusca velho em Bumblebee acaba de ser enterrada. A não ser que seja uma miniatura de Fusca, o que dá uma esperança de potencial em ter um Transformer de verdade dentro da sua casa.

O mais importante desse projeto é que os cientistas dão a garantia que os humanos poderão controlar o movimento dos robôs. Bom, pelo menos até o dia em que as várias inteligências artificiais disponíveis se rebelarem contra nós.

Na verdade, todo o truque aqui está no magnetismo. O aerossol do M-Spray possui partículas de ferro na sua composição, entregando uma capa magnética ao objeto. Quando o mesmo entra em um campo magnético, se transforma em um robô que pode andar, saltar, rodar, subir obstáculos e girar.

Pedras, pedaços de algodão, agulhas e outros materiais passam a contar com movimentos, cujos padrões variam de acordo com o campo magnético. A capa de ferro fornecida pelo M-Spray possui um quatro de um milímetro, o que ajuda a manter as propriedades originais do objeto. Tal tecnologia vai baratear o processo de produção de mini robôs, e as possibilidades de uso são quase infinitas.

Mas a principal finalidade do M-Spray é a sua utilização na medicina, já que esses robôs diminutos podem ser introduzidos no estômagos e nas artérias, eliminando eventuais bloqueios através do movimento, ou liberando medicamentos em áreas de difícil acesso no organismo. É uma tecnologia que pode contribuir para tratamento de infartos, obstruções do estômago e outras enfermidades.

O M-Spray é bio compatível, ou seja, os seus elementos são eliminados pelo corpo com facilidade e não causam danos ao nosso organismo.

Que bom que estão pensando em salvar vidas com esta tecnologia. Reforço que o potencial destrutivo desse troço me deixa com mais medo do que ter um presidente burro.

Pensando bem… um presidente burro é algo realmente assustador.

 

 

 

+info


Compartilhe