Tag Archives: google chrome

Google Chrome, um grande vilão do desempenho no Android

by

Google Chrome Android

Como alguns de vocês sabem, estou utilizando um Motorola Moto G de 3ª geração como dispositivo pessoal, e um dos desafios com esse smartphone é manter um desempenho aceitável na maior parte do tempo. Uma das características desse dispositivo é ficar lento com o passar do tempo de uso, com travamentos e arrastos. E isso incomoda muito.

Durante as minhas pesquisas buscando uma solução para esse problema, alguns testes foram feitos. Testes de tentativa e erro mesmo. O ponto culminante não era o consumo de RAM do smartphone, já que o Android 6.0 Marshmallow ainda tem o problema de ter um consumo irresponsável de memória aleatória do dispositivo, mas sim identificar qual aplicativo provocava uma queda do desempenho em um modelo que já contava com essa memória mais restrita.

E o grande vilão foi o Google Chrome e seus apps associados. De forma nada surpreendente.

 

Use outro navegador de internet. É melhor…

Todo mundo sabe que o Google Chrome é um devorador de recursos. No desktop, isso é fato consumado. Então, por que seria diferente nos dispositivos móveis?

A Google sempre priorizou aqui a velocidade de navegação e exibição dos conteúdos no navegador, e a consequência disso é um maior consumo de recursos do dispositivo. Agora, pense em como isso pode afetar de forma sensível em um smartphone de linha média, com apenas 1 GB de RAM. Isso pode representar o inferno na Terra para muitos usuários.

No caso do Motorola Moto G de 3ª Geração, a maioria dos usuários não tem ideia de que isso acontece, e o dispositivo acaba perdendo desempenho naturalmente com o passar do tempo. Isso explica a quantidade de pessoas passando o smartphone adiante. É claro que a Motorola/Lenovo tem parte da culpa no cartório, já que, convenhamos, 1 GB de RAM em um smartphone Android é realmente pouco.

Mesmo assim, não duvido que outros usuários passam pelo mesmo problema.

A solução? Desative o Google Chrome!

400

Na prática, o Google Chrome não interfere muito na sua vida com o Android. Em algumas ROMs de determinados fabricantes, você é obrigado a conviver com ela. Mas em outras, você pode simplesmente desinstalar o aplicativo, e utilizar outro navegador de sua preferência.

Recomendo a utilização do Opera, por não ser baseado no Chrome. O AdBlock e vários outros do gênero contam com o motor do navegador da Google, e o problema iria persistir.

Porém, na impossibilidade de desinstalar o Google Chrome do seu smartphone (é o caso do Moto G3), simplesmente desative o aplicativo do smartphone, através da área de configurações dos aplicativos instalados no Android. Isso ao menos vai impedir que o app fique ativo em segundo plano, ou consumindo recursos de hardware e software.

401

Também é recomendado evitar utilizar a barra de buscas do Google para pesquisas, pois esse item também influencia no desempenho do dispositivo.

Depois dessa mudança, eu percebi que o Moto G de 3ª Geração teve um desempenho muito melhor, ou muito mais aceitável, apesar de suas limitações de hardware. Por isso, recomendo essa mudança para todos que desejam um melhor desempenho com o smartphone.

A liberdade de opção no mundo da tecnologia pode resultar em escolhas muito interessantes. Fato.

A “treta” entre o Tecnoblog e o Google Discovery

by

298389

Quem sou eu para incitar o ódio entre os blogs de tecnologia. Eu nunca fiz isso na minha vida, e não será a primeira vez que eu vou fazer. Aliás, nunca critiquei nenhum blog parceiro (mentira, já fiz isso nas internas, mas vocês nunca saberão os blogs que foram alvos da minha crítica… ou até sabem, se me seguem no @oEduardoMoreira do Twitter…). Mas dessa vez, vou ter que abrir uma exceção para falar dos dois “amiguinhos” em questão: o Tecnoblog e o Google Discovery.

Antes de qualquer coisa… tsc, tsc, tsc… que feio para vocês! Ficarem “brigando” por causa do Google Chrome, que não faz mal a ninguém (a não ser devorar a RAM de muitos equipamentos por aí, problema este que foi parcialmente resolvido – convenhamos, isso já foi bem pior), que vive a sua vida de força dominante da internet, rei absoluto entre os navegadores, e ferramenta principal para os leigos o confundir com o Google?

Leave Google Chrome alone, Tecnoblog!

Leave Google Chrome alone, Google Discovery!

Aliás, essa “treta” só aconteceu por causa de dois posts feitos por dois amigos pessoais, pessoas que, se eu pudesse, levaria para o churrasco na minha casa todo final de semana. Isso é, se eu morasse em São Paulo, ou se eles morassem no Paraná, já que aqui na cidade de Ponta Grossa a galera come churrasco quase todo final de semana.

 

A versão do Tecnoblog

chrome-ie

De um lado, o Paulo Higa do Tecnoblog assinou um artigo onde ele afirma categoricamente que “o Chrome é o novo Internet Explorer“, e o seu principal argumento é a clara dominância do navegador da Google no seu segmento, com mais de 77% de cota de mercado no Brasil (de acordo com os números do StatCounter). Aqui, temos um cenário de monopólio estabelecido, onde algumas soluções web já são desenvolvidas exclusivamente para esse navegador.

Isso, e todos os demais problemas que o usuário pode receber no pacote ao utilizar o Chrome de forma ampla e irrestrita: a dependência da Google para muitas ferramentas e soluções conectadas, a ausência de extensões e plugins em outros navegadores e a já destacada fome do navegador pela RAM do seu equipamento.

Ou seja, temos aqui argumentos bons o suficiente para concordarmos com um dos japas mais simpáticos da blogosfera de tecnologia do Brasil, certo?

 

A versão do Google Discovery

chromes

Por outro lado, o Renê Fraga (aka Fox Mulder… desculpa, até a pessoa física se parece um pouco com esse personagem), responsável pelo Google Discovery, afirma exatamente o contrário do que o Higa declarou em seu texto, com um contundente “o Chrome NÃO é o novo Intenet Explorer“. Seus argumentos se apoiam no caráter histórico que envolve tanto o Google Chrome como o Internet Explorer, e como os dois tomaram caminhos bem diferentes para estabelecerem suas respectivas dominâncias no mercado.

Renê usa uma bela carta de Super Trunfo para seus argumentos: para dominar o mercado na sua época, a Microsoft usou de práticas ilegais, integrando o Internet Explorer nos seus sistemas operacionais Windows 95 e Windows 98 (e nas versões posteriores, até que a justiça europeia decidiu acabar com a farra do boi deles). A estratégia funcionou, e o Netscape, então líder entre os navegadores web, foi simplesmente dizimado do do mercado.

Já o Google Chrome galgou a sua liderança degrau por degrau, conquistando a confiança dos usuários com uma oferta de um navegador simples, leve, veloz, com atualizações automáticas e a total integração com o principal mecanismo de pesquisa da internet.

 

Quem tem razão nessa “treta”?

Quem tem razão, na minha opinião, é o leitor inteligente que, a essa altura do campeonato, já sacou que esse post serve apenas para divulgar dois ótimos textos feitos por parceiros que tenho na internet e na vida. Em alguns temas, não existe o lado certo. Os dois lados contam com argumentos válidos, e se complementam. Ter pontos de vistas diferentes não quer dizer que eles são conflitantes ou discordantes. Só quer dizer que o mundo da tecnologia permite sim a dualidade de opinião. No final das contas, todo mundo vai beber cerveja e contar piadas no final do dia.

Se você achou que esse era um post de iniciar a treta entre dois amigos, lamento por você. Reveja seus conceitos, e aprenda a ler ironias em um texto na forma de “palavras entre aspas”.

Vai te fazer um bem danado!

Bloqueie qualquer spoiler de Star Wars com essa extensão para o Google Chrome

by

star-wars-spoiler-blocker

Dia 17 de dezembro esta chegando, e as pessoas já estão um tanto quanto excitadas. Tem gente que não se importa com os spoilers. Já outros não querem ver um nem pintado de ouro. E tem o terceiro grupo que não tem escrúpulos em dar spoilers. No caso de “Star Wars VII: O Despertar da Força”, já temos uma pequena guerra formada. Bom, esse post traz uma ferramenta que pode ajudar a manter a paz entre os povos.

O Force Block é uma extensão para o Google Chrome que bloqueia qualquer página que detecte um possível spoiler sobre o universo Star Wars. Ou seja, se você quer evitar ver qualquer tipo de comentário sobre o novo filme da saga antes de assistir ao mesmo, é altamente recomendado instalar esse plugin.

Obviamente, você pode seguir adiante na visita à página, mesmo com o alerta emitido pelo Force Block, já que a extensão bloqueia qualquer página que conte com o título do filme ou nomes relacionados na com a franquia. E nem tudo o que está escrito sobre Star Wars é spoiler sobre o novo filme.

E que a Força esteja com você! 🙂

Para instalar o Force Block e garantir um pouco de paz pelo menos enquanto navega pela internet (já que não podemos ter controle sobre o que as pessoas escrevem nas redes sociais… ainda…), clique aqui.