Tag Archives: iphone 7

Não… furar seu iPhone 7 com furadeira não vai te devolver a porta de 3.5 mm

by

iphone-7-furadeira

Quando você acha que já viu de tudo nesse mundo, chega a internet e volta a te surpreender.

Um YouTuber enviou para o seu canal um vídeo onde ele garante que a porta de 3.5 mm pode ser recuperada no iPhone 7 com a ajuda de uma furadeira.

Isso mesmo que você leu…

Mais: ele não só fala como demonstra isso.

 

Estupidez no seu estado mais puro

O cidadão fez um buraco com uma furadeira na base de um iPhone 7, e depois insere um conector de fones de ouvido no buraco.

Se era brincadeira ou não, o que importa é que o vídeo viralizou rapidamente, e muita gente bem ingênua acreditou no seu conteúdo, tentando a mesma coisa e, por consequência bem óbvia, destruindo o seu novo smartphone.

O YouTuber sequer se desculpa o adverte sobre as consequências de tentativa da técnica, e nos comentários várias pessoas se queixam de ter ficado sem o iPhone depois da tentativa.

Mas… é tão óbvio que isso iria acontecer que…. francamente…

Os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus deixam de lado as portas de fones de ouvido para apostar na unificação de tudo pela porta Lightning. A decisão não foi bem recebida por todos, o que fez com que alguns viessem a tentar os seus próprios métodos para recuperar a porta.

Vale lembrar que os novos iPhones contam com um adaptador para os fones de ouvido tradicionais.

Um conselho? Se você realmente não pode viver sem a porta de 3.5 mm, não compre o iPhone 7. Você não vai morrer por isso.

Vídeo a seguir.

 

 

Via Staff.coYouTubePhoneArena

Ne iPhone, nem Moto Z: o primeiro a remover a porta de 3.5 mm foi o Game Boy Advance SP

by

game-boy

Vimos no Moto Z, em alguns modelos da LeTV e recentemente na Apple. O fim dos conectores de 3.5 mm é uma revolução emergente nos smartphones, mas que teve o seu início nos videogames. Mais especificamente, no Game Boy.

Aliás, na telefonia móvel, até a Nokia utilizava uma porta de áudio proprietária, deixando de lado o conector 3.5 mm, mas em um celular. Porém, foi a Nintendo com o Game Boy Advance SP quem primeiro tentou essa manobra.

 

Um console portátil sem fones de ouvido? Em quê estavam pensando?

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-02

 

Foram oito modelos de Game Boyu lançados pela Nintendo antes da chegada do DS. Na ordem cronológica:

– Game Boy (1989 – 1995)
– Play it Loud! (edição especial colorida do Game Boy, 1995)
– Game Boy Pocket (1996 – 2000)
– Game Boy Light (exclusivo no Japão, 1998)
– Game Boy Color (1998 – 2003)
– Game Boy Advance (2001 – 2006)
– Game Boy Advance SP (2003 – 2008)
– Game Boy Micro (2005 – 2008)

Até o Game Boy Advance, todos os modelos receberam o conector para fones de ouvido de 3.5 mm, mas… o que aconteceu com o Advance SP, e por que a Nintendo eliminou o conector.

O motivo foi a mudança de design. Era um console mais compacto, e com pouco espaço para a sua placa. A Nintendo então decidiu sacrificar a porta, e colocar no seu lugar uma saída que exigia o uso de um adaptador para o conector de 3.5 mm.

Pese ao fato de que os fones poderiam ser usados e que o adaptador no começo era algo bem barato, a mudança resultou em inúmeras queixas por parte dos usuários do console. Mas nem tudo foi críticas. Alguns entenderam a decisão, baseado no argumento da falta de espaço.

 

Um futuro sem cabos, mas ainda distante

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-03

 

O Game Boy Micro também não recebeu conectores para fone de ouvido, mas a Nintendo o trouxe de volta no Nintendo DS, no mesmo local que estava outra entrada que seria para os fones específicos que o fabricante lançaria, com conexão proprietária.

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-05

 

No casos dos smartphones, o que motiva o fim dos conectores de 3.5 mm também está no melhor aproveitamento de espaço, para inserir uma bateria maior ou inserir câmeras com mais recursos. Tanto o Moto Z como os novos iPhones são mais finos por conta desse sacrifício do recurso, que em muitos casos não era algo imprescindível, mas sim muito útil.

Jony Ive disse no evento de apresentação do iPhone 7 e iPhone 7 Plus que a Apple acredita em “um futuro sem cabos”. Esse é outro fator que motiva os fabricante a eliminar essa conexão que ainda é frequentemente utilizada.

Porém, produtos como o novo MacBook ou o ASUS ZenBook 3 são computadores ultrafions, com uma ou duas portas de conexões…. e mesmo assim incluem a porta para fones de ouvido.

Então…

iPhone 7: resistente a água, novas cores, sem fones de 3.5 mm…

by

iphone-7-final

Habemus iPhone 7.

Um novo smartphone, que dessa vez apresenta diferenças substanciais com o iPhone 7 Plus. As mudanças são importantes, e que podem afetar o bom humor de alguns usuários, mas satisfazer outros tantos que visam estar um passo adiante nos aspectos tecnológicas.

O novo iPhone 7 não muda muito na sua estética em relação ao iPhone 6s, mas traz como principais novidades a retirada do conector de 3.5 mm em lugar dos fones com conector Lightning, além da chegada da resistência à água e uma nova câmera de fotos que visa recuperar  terreno aos concorrentes.

Um iPhone que agora pode molhar

O iPhone 7 agora conta com resistência IP67, por conta de um novo design.

O botão iniciar é mais integrado, sem partes mecânicas e acionado com o tato, com o uso da tecnologia Taptic Engine. Lembra a tecnologia das click wheels dos primeiros iPods, permitindo diferentes ações de acordo com a pressão ou toques.

 

Fim dos conectores de 3.5 mm

 

iphone-7-final-03

 

O iPhone 7 não é o primeiro a remover os conectores para fones de ouvido, mas é o primeiro de grande consumo a fazer isso.

A conectividade Bluetooth será a base de comunicação entre os fones de ouvido e o iPhone 7. Com isso, muitas marcas devem oferecer acessórios para o dispositivo em breve. A própria Apple inclusive, com os novos Airpods, fones compactos que prometem várias melhorias em relação aos modelos anteriores, compatível inclusive com o Apple Watch para ouvir músicas.

Tela mais brilhante, com melhor reprodução de cores

 

iphone-7-final-04

 

A tela do iPhone 7 é 25% mais luminosa, facilitando a visualização em ambientes externos, além de uma reprodução de cores mais ampla. Segue com a tecnologia 3D Touch, que vem melhorada com o iOS 10.

O novo sistema operacional móvel será gerenciado pelo chip Apple A10 Fusion quad-core, que vem acompanhado de melhorias no processador gráfico, cuidando do consumo de bateria e do desempenho geral.

 

Uma nova câmera para o iPhone 7

 

iphone-7-final-06

 

A câmera do iPhone 7 não é tão inovadora como a do iPhone 7 Plus, mas melhora em aspectos onde o iPhone 6s ficou bem atrás.

A luminosidade melhorou, temos finalmente um sistema de estabilização ótica no modelo menor, e sua abertura passa a ser de f/1.8.

O sistema ótico será composto agora por seis elementos, desenvolvido pela própria Apple. O sensor se mantém com 12 MP, mas com um foco muito mais rápido. O flash agora é composto por quatro LEDs do tipo True Tone, e oferece até 50% a mais de luz.

A câmera frontal também melhorou substancialmente, com um sensor de 7 MP.

O novo iPhone 7 chega ao mercado no dia 16 de setembro, com preço inicial sugerido de US$ 649. As versões disponíveis são de 32 GB, 128 GB e 256 GB.

 

iPhone 7 e iPhone 7 Plus vazaram no site da Amazon

by

iPhone 7 leak

Já podemos dar como reais os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus.

Os dois modelos vazaram no site da Amazon dos Estados Unidos, com cases, acessórios e fones de ouvido para o citado modelo.

Já podemos afirmar também que o iPhone 7 contará com uma única câmera, enquanto que o iPhone 7 Plus terá dois sensores. Também está confirmado o desaparecimento da porta de 3.5 mm.

Por fora, o smartphone é bem parecido com o iPhone 6s, o que confirma os rumores anteriores, e aumenta as chances das grandes mudanças acontecerem em 2017, nos 10 anos do iPhone.

O iPhone 7 e iPhone 7 Plus serão anunciados daqui a pouco.

Via Twitter (John Colucci)Gizmodo

 

 

O que eu espero do iPhone 7

by

iphone 7 render

 

Depois de meses de espera e rumores de todos os tipos, falta pouco para a Apple revelar o novo iPhone 7, produto chave para as vendas da empresa no final do ano.

Tudo indica que não veremos grandes mudanças de design (reservadas para 2017, ano dos 10 anos do iPhone) mas podemos ver novidades importantes no seu hardware.

Esse post mostra o que eu espero do iPhone 7.

 

Um iPhone mais potente

 

Um iPhone é sempre eficiente: apesar de contar com processadores mais lentos e com menos núcleos que a concorrência, os chips desenvolvidos pela Apple oferecem um ótimo desempenho. A otimização do software tem muito a ver com esse resultado, mas é justo reconhecer que poucas empresas são capazes de dar saltos de qualidade versão após versão.

O iPhone 7 vai estrear o processador Apple A10, que mantém a arquitetura de núcleo duplo a 2.4 GHz, que devem oferecer um desempenho até 35% melhor do que o modelo anterior. mas ainda abaixo dos novos tops de linha da Samsung. Na RAM, o modelo básico teria 2 GB, enquanto que o modelo Plus alcançaria os 3 GB.

 

Um iPhone que pode molhar (um pouco)

 

Antes tarde do que nunca. Tudo indica que o iPhone 7 contará com a certificação IPX7, garantindo a proteção contra gotas d’água, chuva, neve ou poeira, além de imersões de até um metro por 30 minutos. A experiência com o chassi do Watch pode resultar em um iPhone mais resistente, mas não submergível.

 

Adeus ao conector para fones de ouvido

 

iphone-jack

 

Faz tempo que a decisão de remover o conector de fones de ouvido foi tomada na Apple, e o conector Lightning é o substituto ideal. Por isso, será necessário usar adaptadores para os fones que temos hoje. Ou a alternativa é se esquecer dos cabos através dos AirPods sem fio, que podem vir de série nos modelos Plus.

 

32 GB para começar (finalmente)

 

O iPhone 7 pode aposentar os 16 GB e dobrar a quantidade de RAM em todas as linhas oferecidas, com versões de 32 GB, 128 GB e 256 GB de armazenamento. Os preços finais do dispositivo não devem variar muito em relação aos atuais, de modo que a relação custo-benefício será mais equilibrada.

 

Nova câmera com lente dupla

 

iphone-7-plus-dual-camera

 

 

A Apple sabe que a câmera é uma variável muito importante nos seus smartphones, e quer dar um grande salto nesse sentido. O iPhone 7 deve estrear uma câmera com dupla lente, permitindo um zoom digital sem perdas de qualidade e efeitos desfocagem, melhor comportamento em condições de baixa luminosidade e efeitos diversos, combinando várias imagens ao mesmo tempo.

Tudo indica que o modelo básico não contará com a dupla lente, mas com uma ótica melhorada, idêntica resolução e estabilização de imagem de série.

 

 

Mudanças importantes no botão iniciar

 

O novo botão de início deixa de lado o funcionamento mecânico por um sensor de pressão, para manter assim um chassi resistente à água. Apesar de não estar confirmado, aposto em algum tipo de solução háptica (similar ao do Apple Watch), para simular o toque físico do botão quando utilizado.

O iPhone 7 pode mesmo decepcionar?

by

iphone-6

Há quem diga que sim. Steve Grasso, diretor de vendas institucionais da Stuart Frankel, é o profeta do apocalipse da vez, afirmando que não só o iPhone 7 será uma decepção, como vai marcar um movimento de quedas nas vendas do smartphone da Apple que será “perpétuo”.

Palavras fortes!

Tudo bem, o momento não é o mais favorável para o iPhone. Mas não acho que o smartphone da Apple vai cair no caminho das trevas tão já. Seguindo os rumores já divulgados, ele tem muito para decepcionar (mesmo design, remoção do conector 3.5 mm). Mas, mesmo assim, também acredito que fará barulho. Para o bem e para o mal.

 

Público cativo

A base de fãs da Apple é grande demais para que o iPhone 7 passe desapercebido. Se ele vai ser mais do mesmo, aí e outra história.

Outros fatores podem contribuir para o fracasso desse smartphone além da proposta geral, e o principal deles é o preço. Em um mercado premium saturado, será necessária uma certa dose de criatividade para oferecer o novo modelo para o seu público, naturalmente.

Mas daí a dizer que a queda nas vendas será perpétua? Meio trágico demais, não acha?

O grande problema dos analistas de mercado é imporem um cenário de caos para ter ibope. Isso nem salutar é. Que dirá produtivo.

Só vou entender que o iPhone está em crise quando os números mostrarem isso de forma efetiva. Até lá, só posso mesmo esperar.

Mas se o iPhone 7 decepcionar mesmo… me procurem! 🙂

Morte aos 16 GB de armazenamento nos smartphones

by

iphone-6s-oficial-topo

O mundo evolui. O mundo mobile também. Se até a BlackBerry decretou a morte do teclado QWERTY físico nos smartphones, por que não a Apple decretar a morte dos 16 GB de armazenamento no futuro iPhone 7?

Os sistemas operacionais móveis estão cada vez mais exigentes no consumo de recursos de hardware. Por outro lado, os smartphones são computadores em miniatura. Uma coisa anda com a outra, e essa evolução conjunta de fatores resulta, de forma quase infalível, em um aumento no volume de dados no sistema operacional.

 

Mais recursos, mas dados a serem armazenados

Tanto o Android como o iOS contam hoje com uma instalação que, dependendo do caso, consome quase um terço do espaço de armazenamento de um dispositivo. No caso do sistema operacional móvel da Google, chega a ser algo abusivo: dependendo do fabricante, somando o sistema operacional, a ROM customizada e os bloatwares, o consumo de espaço de armazenamento resulta em impressionantes 11 GB. Em dispositivos com 16 GB de armazenamento, o resultado é desastroso.

Mesmo no caso do iOS, que otimiza o espaço de instalação para os dispositivos com 16 GB de armazenamento, o simples fato das versões mais recentes do iPhone capturarem vídeos em 4K já é um ótimo motivo para expandir essa capacidade de armazenamento mínimo do produto. Com 16 GB livres (na verdade, uns 11 GB ou 10 GB, se contarmos a instalação do iOS), o usuário pode levar apenas 30 minutos para esgotar completamente essa capacidade de armazenamento, caso a gravação de vídeos em 4K seja contínua.

Sem falar nas questões de desempenho do dispositivo. Sem espaço livre de armazenamento, não há espaço para salvar os arquivos temporários, ou para o gargalo de memória aleatória que todo sistema operacional consome. Com isso, todo o funcionamento geral do dispositivo fica comprometido, e as dores de cabeça só aumentam.

Logo, penso que a Apple começa a fazer um favor para todo mundo se finalmente eliminar da face da Terra a versão com 16 GB de armazenamento do iPhone. É claro que isso está longe de ser o ideal para muita gente, uma vez que a gigante de Cupertino segue deixando de fora o slot para cartões microSD do seu smartphone. Mas não podemos ter tudo nessa vida. Se a versão base do dispositivo aumentar para 32 GB, podemos considerar isso uma vitória.

Design conceitual mostra um iPhone 7 dos sonhos

by

iphone7conceitual

O autor desse belo design conceitual nos mostra um iPhone 7 que possui uma ideia que é original e, ao mesmo tempo, interessante: toda a sua parte frontal é uma tela, de modo que a interface e tudo o que está relacionado ao uso do smartphone se adapta a esta ideia.

O resultado é fantástico em todos os sentidos, mas podemos observar outros detalhes importantes que vão além do design, e que a Apple poderia levar em consideração. As mudanças mais mais importantes são o modo de recarga sem fio, assim como a resistência da água, o aumento do tamanho da tela para ate´5 polegadas, o metal líquido que atuaria como elemento integral e de dissipação, no lugar do cristal de safira, que seria capaz de gerar esta energia.

É um plano belo e ambicioso ainda. Se veremos um iPhone 7 que cumprirá com essas características, só o tempo vai dizer.

1-11 1-21

Via WCCFTech.

Conceito de iPhone 7 usa design do iPhone 3GS

by

iphone-teaser

Um design conceitual de um iPhone 7 combina características de design dos modelos atuais, mas oferece mudanças importantes na parte traseira, se aproximando muito do antigo iPhone 3GS.

Não acredito que a Apple vai recuperar designs anteriores, de modo que não é provável ver esse design no iPhone 7. Porém, é um conceito curioso que vale a pena ser compartilhado.

Vale lembrar que o iPhone 7 deve ser apresentado entre setembro e outubro de 2016.

 

Via PhoneArena