Tag Archives: Moto Z

Ne iPhone, nem Moto Z: o primeiro a remover a porta de 3.5 mm foi o Game Boy Advance SP

by

game-boy

Vimos no Moto Z, em alguns modelos da LeTV e recentemente na Apple. O fim dos conectores de 3.5 mm é uma revolução emergente nos smartphones, mas que teve o seu início nos videogames. Mais especificamente, no Game Boy.

Aliás, na telefonia móvel, até a Nokia utilizava uma porta de áudio proprietária, deixando de lado o conector 3.5 mm, mas em um celular. Porém, foi a Nintendo com o Game Boy Advance SP quem primeiro tentou essa manobra.

 

Um console portátil sem fones de ouvido? Em quê estavam pensando?

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-02

 

Foram oito modelos de Game Boyu lançados pela Nintendo antes da chegada do DS. Na ordem cronológica:

– Game Boy (1989 – 1995)
– Play it Loud! (edição especial colorida do Game Boy, 1995)
– Game Boy Pocket (1996 – 2000)
– Game Boy Light (exclusivo no Japão, 1998)
– Game Boy Color (1998 – 2003)
– Game Boy Advance (2001 – 2006)
– Game Boy Advance SP (2003 – 2008)
– Game Boy Micro (2005 – 2008)

Até o Game Boy Advance, todos os modelos receberam o conector para fones de ouvido de 3.5 mm, mas… o que aconteceu com o Advance SP, e por que a Nintendo eliminou o conector.

O motivo foi a mudança de design. Era um console mais compacto, e com pouco espaço para a sua placa. A Nintendo então decidiu sacrificar a porta, e colocar no seu lugar uma saída que exigia o uso de um adaptador para o conector de 3.5 mm.

Pese ao fato de que os fones poderiam ser usados e que o adaptador no começo era algo bem barato, a mudança resultou em inúmeras queixas por parte dos usuários do console. Mas nem tudo foi críticas. Alguns entenderam a decisão, baseado no argumento da falta de espaço.

 

Um futuro sem cabos, mas ainda distante

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-03

 

O Game Boy Micro também não recebeu conectores para fone de ouvido, mas a Nintendo o trouxe de volta no Nintendo DS, no mesmo local que estava outra entrada que seria para os fones específicos que o fabricante lançaria, com conexão proprietária.

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-05

 

No casos dos smartphones, o que motiva o fim dos conectores de 3.5 mm também está no melhor aproveitamento de espaço, para inserir uma bateria maior ou inserir câmeras com mais recursos. Tanto o Moto Z como os novos iPhones são mais finos por conta desse sacrifício do recurso, que em muitos casos não era algo imprescindível, mas sim muito útil.

Jony Ive disse no evento de apresentação do iPhone 7 e iPhone 7 Plus que a Apple acredita em “um futuro sem cabos”. Esse é outro fator que motiva os fabricante a eliminar essa conexão que ainda é frequentemente utilizada.

Porém, produtos como o novo MacBook ou o ASUS ZenBook 3 são computadores ultrafions, com uma ou duas portas de conexões…. e mesmo assim incluem a porta para fones de ouvido.

Então…

Moto Z e Moto Z Force: inovadores tops de linha da Lenovo

by

Moto-Z-2016-01

A era Moto X chegou ao fim oficialmente. A Lenovo apresentou ontem (9) na Lenovo Tech World 2016 uma nova série de smartphones top de linha, nos modelos Moto Z e Moto Z Force.

De fato, a Lenovo queria colocar a sua identidade nessa série, mas mantendo a linha Moto no seu DNA de alguma forma. Na prática, não podemos dizer que eles não conseguiram isso: estamos diante do primeiro smartphone dessa série a contar efetivamente com a intervenção direta dos asiáticos na sua concepção e inovações. Ao mesmo tempo, preservou elementos que fizeram essa série ser muito cobiçada durante os tempos em que esteve nas mãos da Motorola.

De um modo geral, são smartphones muito bonitos. É dispensável destacar a baixa espessura do dispositivo, que combinado com o seu acabamento com ar metálico denota uma estética mais premium ao dispositivo. Porém, o Moto Z vai além da beleza. Oferece novidades bem interessantes, como o seu conector inteligente e os muito enfatizados MotoMods.

O conceito de smartphone modular está se tornando mais popular e real para o mercado de smartphones, e antes do Ara chegar ao mercado. Pode não ser aquele dispositivo altamente customizável, onde você pode inserir e remover aspectos como sensor de câmera, módulo de armazenamento, GPS e outros aspectos de hardware. Mas a ideia é a mesma: poder adicionar quando quiser complementos que potencializam o uso do dispositivo em diferentes esferas e situações.

Moto-Z-2016-04

Tudo bem que os Moto Mods comprometem a estética refinada do Moto Z, mas não podemos ter tudo nesse mundo, não é mesmo? E, mesmo assim, não deixam de ser conceitos interessantes, que podem ser muito bem aproveitados por muitos usuários. Essa versatilidade nos dispositivos é sempre bem vinda.

Nas especificações técnicas, o Moto Z é um autêntico top de linha, e não deve nada aos seus principais concorrentes de categoria. É um modelo que contém o melhor em termos de hardware do mercado atual, e com o Android quase puro da filosofia Moto, tem tudo para ser um dos modelos mais interessantes de 2016.

Resta agora saber se o preço que a Lenovo vai colocar nesse modelo no Brasil será tão premium quanto os últimos lançamentos da LG (LG G5) e Sony (Sony Xperia X). Se conseguir chegar na mesma faixa (aproximadamente R$ 3.500 ou menos), será um forte candidato na sua categoria. Afinal de contas, oferece especificações melhores, inovações relevantes, e um preço tão bom quanto esses lançamentos citados.