@oEduardoMoreira

Pessoal e Intransferível

Tag Archives: Periféricos

Bancada de Testes | Produtos da Razer e da Kingston

by

2014-04-07 12.14.34

As assessorias de tecnologia se empolgaram, e decidiram começar a enviar os seus produtos para testes e reviews (felizmente). Dessa vez, a Razer Brasil e Kingston Brasil (cuja assessoria é a mesma) mandaram um pack com três produtos que serão analisados no TargetHD nas próximas semanas. Nesse post, faço uma prévia de todos eles.

Teclado Razer Deathstalker Elite Gaming Keyboard

2014-04-07 12.13.49

Começo por esse teclado Razer Deathstalker, pensado prioritariamente nos gamers. Com um sistema de acionamento mecânico de teclas, o acessório possui alguns diferenciais interessantes. Por exemplo, uma base de apoio dos punhos emborrachada, oferecendo um maior conforto ao usuário em um uso mais prolongado do acessório, e teclas com acionamento personalizado pelo usuário.

2014-04-07 12.14.00

Mas o que torna esse teclado realmente diferente dos demais é essa pequena tela LCD com múltiplas funções, que vão desde a visualização de conteúdos diversos até a interação com comandos do jogo e itens do sistema operacional. Como naturalmente os gamers são usuários multitarefa, essa tela é bem vinda para aqueles que precisam ficar atentos em outras atividades enquanto desafiam os seus amigos para partidas.

Resta saber se o produto pode aumentar de alguma forma a produtividade daqueles que eventualmente precisam desse acessório para trabalhar em tarefas mais sérias. É o que vou tentar descobrir durante os testes para o review.

Razer Orbweaver Elite Mechanical Gaming Keyboard

2014-04-07 12.13.21

O segundo produto parece ter vindo de outro planeta. O Razer Orbweaver é um teclado especificamente pensado nos gamers, uma vez que toda a sua ergonomia é pensada em agilizar a movimentação e ações do jogador com apenas uma das mãos. Além de reduzir as buscas de teclas de ação (não só pelas teclas ao redor das setas de movimentação, mas também por conta dos botões de ação na lateral do produto), o acessório promete um conforto maior, permitindo que a mão direita fique livre para operar com o mouse em tempo integral.

2014-04-07 12.13.32

O objetivo aqui é testar o produto com pelo menos um jogo, para conferir na prática se o acessório realmente facilita a vida do gamer. Entendo que os resultados podem variar (afinal de contas, cada um sabe como gosta das configurações dos seus acessórios na hora de jogar), mas vendo em linhas gerais, e vindo de um gamer casual (jogo mais no Xbox 360 e no PlayStation 3 – e isso, quando dá tempo), meu teste pode se voltar mais para a qualidade do produto e seu desempenho.

2014-04-07 12.13.09

Pendrive Kingston MicroDuo 32 GB

2014-04-07 12.13.00

Por fim, um item mais próximo da realidade do TargetHD. O pendrive Kingston MicroDuo de 32 GB é um pendrive cm uma saída micro USB, permitindo que o dispositivo seja compatível com tablets e smartphones, o que pode ser uma grande vantagem para aqueles que não contam com muito espaço livre nesses dispositivos.

Funciona da seguinte forma: você pode utilizar a saída USB do dispositivo para armazenar os conteúdos que depois serão utilizados no smartphone ou tablet, pela porta micro USB. Essa é uma flexibilidade que é muito bem vinda por muitos usuários que não se sentem confortáveis em armazenar vídeos, fotos e músicas na restrita memória do smartphone ou tablet.

Ao longo das próximas semanas, publicarei a análise de cada um desses produtos, a começar pelo pendrive da Kingston, que já está em testes.

Um mouse novo faz (realmente) toda a diferença

by

No final do mês de agosto, eu literalmente acabei detonando um mouse sem fio, adquirido na Brasil Consumer Electronics Expo 2011, de um chinês que estava vendendo as bugigangas que ele não queria levar para casa no final do evento. Custou baratinho (R$ 20), mas durou dois anos de uso intenso. Não tive do que reclamar. Porém, como trabalhei de forma mais intensa na manutenção dos blogs em agosto, por conta de vários cliques, acabei por acelerar o processo de falecimento do periférico.

Logo, fui atrás de um produto que pudesse atender as minhas necessidades. E, na falta de um, encontrei dois. Nas promoções online, os dois produtos custaram aproximadamente R$ 50 cada, o que achei um preço justo para as características dos produtos, e para aquilo que eu estava procurando em um mouse para o dia a dia.

Em comum, os dois mouses são sem fio, contam com longa autonomia de bateria prometida, são compactos e relativamente baratos. A seguir, os dois produtos que escolhi.

Logitech-M185

O primeiro foi o Logitech m185. O modelo chamou a atenção por contar com uma chavinha para ligar/desligar o sensor óptico, algo que, para mim, faz todo o sentido no meu uso diário, pois normalmente deixo o notebook ligado ao longo da madrugada, e o mouse antigo ficava com o tal sensor ligado o tempo todo. Com linhas discretas e uma ergonomia interessante, ficou sendo o mouse principal, para uso no escritório.

A adaptação ao produto foi bem rápida, com um clique eficiente dos botões, e uma resolução bacana para o uso com o Windows 8 e os navegadores instalados no notebook. Algo que realmente eu precisava para trabalhar de forma mais intensa. Sem falar que ele é compacto o suficiente para ser transportado de forma cômoda na mochila de viagem.

Mas eu não me dei por satisfeito. Encontrei outro produto que, de tão interessante para os meus propósitos, acabei colocando no carrinho de compras.

Microsoft-Wireless-Mobile-Mouse-1000-6

O segundo mouse que adquiri foi o Microsoft Wireless Mobile Mouse 1000, que me chamou a atenção por alguns motivos bem específicos. Primeiro, porque era um mouse da Microsoft – que sabe fazer um bom hardware (em alguns casos, até melhor do que alguns softwares da empresa), e essa era a minha chance de ter um periférico deles. Segundo, porque estava com quase 50% de desconto em relação ao seu preço oficial (encontrei por R$ 99, mas paguei R$ 54). Terceiro, o seu design compacto. E quarto, porque atendia as minhas necessidades.

Na prática, o produto atendeu minhas expectativas. Por ser menor que o modelo da Logitech, acabei deixando esse modelo para ser utilizado quando eu estiver fora de casa, para aqueles usos eventuais em shoppings, eventos de imprensa ou em hotéis durante as viagens. Por ser menor, é mais compacto e portátil. Possui as mesmas características de uso do m185, e com uma autonomia de bateria prometida para até 1 ano de uso. Não poderia pedir mais do que isso pelo preço que paguei, certo?

No final das contas, eu recomendo os dois modelos. Preferi utilizar o modelo da Logitech no dia a dia por uma questão de comodidade. Mas isso não quer dizer que o mouse da Microsoft não seja uma boa escolha. Pelo contrário. Espero poder utilizá-lo durante minhas viagens ou blogagens fora de casa de forma plena.

E sim, faz uma grande diferença ter um mouse novo para trabalhar. #eurecomendo

Cooler Master lança no Brasil o Mouse Gaming CM Storm Recon, para ambidestros

by

A Cooler Master lança no Brasil o mouse Gaming CM Storm Recon, pensado nos games e inspirado nas armas militares.

Pensado nos gamers mais exigentes, o periférico possui revestimento emborrachado, facilitando a aderência nas mãos, além de um sensor de alta precisão óptica Avago 3090, permitindo ao jogador escolher resoluções entre 800 e 4000 dpi “on-the-fly”, de modo que tais especificações se alternem rapidamente.

O mouse CM Storm Recon também se destaca por ser ambidestro, oferecendo o conforto necessário para jogadores que utilizam a mão direita ou esquerda. Com um design assimétrico, os dedos ficam descansados, e as teclas de função de macro estão sempre posicionadas ao alcance dos dedos.

Aliás, “Recon” é a abreviação para reconhecimento, uma tática de batalha muito utilizada, mas também cabe em mais de uma característica do aparelho que possui memória interna e salva perfis, macros e configurações de cores. O mouse reconhece até 5 perfis diferentes e 36 macros que podem ser personalizados. O produto ainda apresenta zonas individuais multicoloridas de LED e botões estratégicos. As cores e o brilho de cada zona são mutáveis e se encaixam no perfil de cada jogador. E para oferecer mais agilidade ao usuário o aparelho possui superfície super slick, que não trava independente do mousepad escolhido.

Preço sugerido de R$ 199,00.

Via Assessoria de Imprensa – Cooler Master Brasil

Novo Magic Remote da LG entende a linguagem natural e controla vários dispositivos

by

Um novo Magic Remote da LG será apresentado em 2013, e com importantes melhorias. A mais destacada delas é que esse controle passa a ser universal, permitindo o controle de múltiplos dispositivos. Outra novidade interessante do Magic Remote é que ele contará com o controle de voz em linguagem natural.

O que quer dizer isso na prática? Isso quer dizer que você poderá dizer o nome do programa ou canal a ser sintonizado, e o controle faz o resto, sem maiores problemas.

As novidades não terminam por aí. A LG aproveitou a nova versão para redesenhar o hardware do acessório, reposicionando os botões e a versão premium do controle contará com teclas retroiluminadas. Será exibido ao vivo na CES 2013 em Las Vegas. Por enquanto, apenas mais uma foto para ilustrar esse post.

Via Engadget

Uma revisão nos 30 anos de hardware da Microsoft

by

A Microsoft lançou recentemente os seus tablets Surface, sendo este um dos lançamentos mais arriscados da empresa na sua divisão de hardware. Na verdade, é o início de uma nova fase desse segmento da empresa, que apesar de nascer de uma garagem por causa do desenvolvimento de software, conseguiu ao longo dos anos desenvolver periféricos e eletrônicos de consumo muito interessantes para o mercado.

Nesse post, vou fazer uma revisão desse histórico da empresa de Redmond em desenvolver produtos. Muita gente afirma que o hardware da Microsoft consegue ser melhor e mais eficiente que o software. E, se pararmos para pensar, essas pessoas até que estão com a sua dose de razão. Vejamos:

  • 1982: a divisão de hardware da Microsoft é formada, e tem como objetivo principal criar o primeiro mouse compatível com o Microsoft Wordk.
  • 1983: o Microsoft Mouse, o primeiro hardware desenvolvido pela empresa de Bill Gates, é lançado
  • 1993: depois de dois anos de pesquisa para tentar compreender os primeiros conceitos de ergonomia, e com quase dez anos sem essa divisão lançando nada de muito relevante, o Microsoft Mouse 2.0 chega ao mercado. Este é o primeiro mouse ergonômico da história.
  • 1994: durante esse ano, o principal elemento dos periféricos desenvolvidos pela Microsoft era o conforto. Com isso em mente, o Natural Keyboard chega ao mercado, sendo este o primeiro teclado ergonômico da empresa.
  • 1999: oferecendo o primeiro avanço importante na tecnologia de desenvolvimento do mouse desde a década de 1960, a Microsoft apresenta os seus primeiros mouses ópticos.
  • 2002: a Microsoft já é líder do segmento de periféricos para escritório, e apresenta o seu primeiro conjunto de teclado + mouse com tecnologia Bluetoot.
  • 2004: a Microsoft cria o conceito Confort Curve, um desenho em curva que fomenta o uso natural da mão e a posição do punho no teclado. Esse conceito perdura até hoje, e é considerado um dos mais eficientes no mundo da tecnologia.
  • 2006: a empresa leva o conceito de comunicações através da rede para um próximo nível, com o lançamento da linha de webcams LifeCam e fones de ouvido LifeChat, pensados no Windows Live Messenger.
  • 2008: a Microsoft apresenta os seus primeiros mouses com a tecnologia BlueTrack, que permite ao usuário trabalhar com o periférico em qualquer tipo de superfície.
  • 2010: neste ano, a Microsoft deu um grande salto de qualidade, lançando produtos como o Arc Keyboard, Microsoft Arc Touch Mouse e a linha LifeCam Studio, que é capaz de gravar vídeos a 1080p (Full hd).
  • 2011: a Microsofy lança o Touch Mouse, o primeiro mouse multitouch desenvolvido para o Windows 7.

Em 2012, a Microsoft lançou os primeiros dispositivos LifeCam e LifeChat certificados para o seu uso com o Skype. Além disso, a empresa expandiu a sua coleção de mouses personalizados por artistas plásticos e deisgners, além de lançar a nova linha Sculpt e oferecer a compatibilidade com o Windows 8 para o Touch Mouse.

A equipe da Microsoft Hardware afirma que os primeiros produtos que serão lançados em 2013 serão pensados na linha de comunicação com o Skype, na edição com a participação de artistas visuais, e na renovação da linha multitouch compatível com o Windows 8.

LG Touch 10, mais um monitor pensado no Windows 8

by

A LG apresentou hoje para o mercado europeu o monitor LG Touch 10 (ET82), com tela de 23 polegadas, com tecnologia IPS e aé 10 pontos de toques simultâneos. Apesar de maiores especificações técnicas não serem reveladas (resolução, por exemplo), eles revelaram que o modelo é compatível com o uso com as canetas Stylus (não inclusa no kit de compra). Estará disponível no mercado em janeiro de 2013, com preço de 449 euros.

Via Gizmologia

Mouse ASUS ROG GX1000 vai te acomanhar nas suas melhores partidas

by

O mouse ASUS ROG GX1000 tem um design em alumínio escovado, com quatro níveis de resolução (de 50 a 8200 dpi), cinco pesos desmontáveis (de cinco gramas cada um), com uma base de teflon, que oferece um manejo cômodo e veloz em qualquer tipo de superfície. Com indicador LED em quatro cores diferentes, o modelo permite a configuração de seis macros, assim como o controle de outros parâmetros que podem ser registrados em diferentes perfis. Chega ao mercado em janeiro de 2013, com preço de 110 euros.

Via Engadget

Genius Traveler 9010LS Wireless Laser Mouse

by

O novo mouse da Genius, o Traveler 9010LS se destaca por dispensar o uso do mouse pad, permitindo que você simplesmente repouse o mouse em uma superfície próxima ao computador. Qualquer superfície serve, inclusive vidro. Possui resolução de 1600 dpi, duplo revestimento para um maior conforto, Genius DarkEye Technology, para permitir um maior movimento de acordo com a superfície escolhida, e pode ter sua sensibilidade ajustada entre 800/1200/1600 dpi. Funciona com pilhas AA ou AAA e custa apenas US$ 39,99.

via

The Oree, um teclado sem fio de madeira, com beleza singular

by

O The Oree é um teclado moderno, mas ao mesmo tempo com um ar retrô. Possui tecnologia, mas é feito de madeira. Enfim, é o conjunto de vários conceitos. O modelo foi desenvolvido por um pequeno designer do sul da França, e conta com conectividade Bluetooth 3.0. E, mesmo com todos os recursos modernos que temos hoje, ele é cuidadosamente construído à mão, com toda a dedicação e riqueza de detalhes. Preço: a partir de US$ 164. Para mais detalhes, clique aqui.

Um antigo folheto da Nintendo nos mostra vários controles que poderiam ser, mas nunca foram (e nunca saberemos porque)

by

E quem não é saudosista nesse mundo? Esse folheto é de 1984, quando a Nintendo preparava a chegada do seu console nos Estados Unidos, com o nome de AVS (Advanced Video System), que nunca chegou ao mercado. No final das contas, eles lançaram o NES mesmo nos EUA, e o resto da história você já sabe.

Mas o fato é que o tal folheto mostra um monte de acessórios do AVS que nunca chegaram ao mercado. Esses folhetos foram publicados na conta do Facebook de Howard Philipps, ex-diretor criativo de jogos da Nintendo. Veja mais do encarte nas fotos abaixo.

Via Joystiq