fim

Tchau, Querida!

Acabou. Seu tempo passou. Teve a sua chance. Não tem mais. Basta. Não quero mais sofrer. Não há motivos para você continuar na minha vida, até porque você não faz o certo. Seus erros doem demais, e não preciso mais disso.

Tchau, Querida!

Você teve seu crédito. Sua chance. Não posso dizer que não tentou. Por pelo menos um ano você se demonstrou séria. Depois disso, se perdeu. Ficou cega. A arrogância e a prepotência te cegou diante da realidade. Ou você construiu uma realidade que só existia na sua cabeça. Na verdade, pouco acreditei nas coisas que você disse ao longo desses anos. Hoje, não acredito em absolutamente nada do que você fala. Mesmo porque você falou muita merda.

Tchau, Querida!

Se cuida, pelo menos. Não te desejo o mal. Só quero você longe de mim. Bem longe. Não quero mais você achando que pode decidir o que é certo ou errado na minha vida. Entendendo que sabe o que é melhor para mim. Mais: afirmar para todos que não sei respeitar opiniões contrárias. Não quero mais você criando intrigas. Não quero mais ver você manipulando, mentindo e distorcendo a verdade apenas para se proteger.

Tchau, Querida!

Vai tarde. Demorou. Sempre te achei inapta para mandar na minha vida. Sempre achei você um poço de ignorância. Sempre achei você desprezível. Eu nunca te quis! Nunca aceitei você. Não a pessoa física ou o seus gostos pessoais e comportamentais. Cada um é cada um. Mas sim a “entidade”, a “personalidade”.

Tchau, Querida!

Não te odeio. Odeio o que você fez comigo. Em como você complicou as coisas. Em como você deixou a minha vida mais difícil. Odeio o fato de você ter prometido amor e não cumprir. Odeio por você trair. Odeio por você avacalhar com tudo com manobras desonestas, com mentiras. Odeio a sua obra, o seu legado maldito. A “herança maldita” que terei que abraçar!

Tchau, Querida!

Volte para a insignificância, que é o seu lugar. Você nunca foi nada, nunca foi ninguém! Foi apenas um fantoche. Usada por outros mais inteligentes que você. Eu não tive a opção de recusar você na minha vida. Dependi de outros. Mas agora, não preciso mais ter que aguentar você e seu jogo sujo. Fico feliz ao ver o seu castelo de areia ruir. Demorou, mas aconteceu.

Acabou. Você é passado.

Tchau, Querida! E não volte nunca mais!