Início » Internet » Telegram e WhatsApp entraram no tapa no Twitter

Telegram e WhatsApp entraram no tapa no Twitter

Compartilhe

Cara… a zoeira, definitivamente, não tem limites. Principalmente quando a zoeira é contra o Facebook.

Bem sabemos que, levando em consideração as plataformas de comunicação existentes no mercado, WhatsApp e Telegram tendem a ser mais seguros que o Facebook. E a rede social de Mark Zuckerberg conta com um enorme histórico de vazamentos, vendas de dados de usuários para empresas de publicidade e outras polêmicas relacionadas ao assunto.

O que chama a atenção neste caso é que a zoeira aqui partiu por parte do Telegram e, de forma quase nada surpreendente, o WhatsApp (que é um aplicativo que hoje pertence ao Facebook – e é sempre bom lembrar isso aos mais esquecidos) decidiu comprar a briga… ou melhor, a “brincadeira”.

Porém, com um plot twist. Porque ele sempre vem.

 

 

 

O Telegram atacou…

 

 

A conta oficial do Telegram no Twitter (é claro que essa zona só iria acontecer em um terreno considerado neutro) decidiu publicar uma imagem com a evolução dos ícones de lixeira do Windows. O “pequeno” detalhe é que, no último ícone, o app de mensagens do avião de papel deixa claro que o Facebook foi “reciclado” pelo WhatsApp.

Parte de todo o esforço do menino Zuck em unificar as suas plataformas não é apenas para obter mais dados dos usuários sem precisar pedir para eles a devida autorização para isso (na verdade, já pediu, e se você não concordar com isso, não vai poder usar o WhatsApp).

A ideia é também melhorar um pouco a imagem do Facebook, onde no futuro as mesmas especificações de segurança e criptografia ponta a ponta presentes hoje no WhatsApp serão adotadas em todos os serviços que estão debaixo do mesmo guarda-chuva.

Afinal de contas, o objetivo final do menino Zuck é interconectar Facebook Messenger, Instagram e WhatsApp. Isso está acontecendo aos poucos, e a materialização desse plano será efetiva com o passar do tempo.

Mas… voltando ao bullying.

 

 

 

…e o WhatsApp respondeu!

 

 

A resposta do WhatsApp ao bullying do Telegram teve efeito similar aos dois pés no peito de um lutador de luta livre.

“… e o que as pessoas não sabem é que não somos criptografados de ponta a ponta por padrão”

De fato, o WhatsApp não está errado. Mas… vai mexer no vespeiro dos russos, e veja como eles vão ficar irados.

É importante deixar claro que o Telegram possui o recurso de Chat Secreto, que possui uma criptografia ponta a ponta, mas com a conversa passando pelos servidores do aplicativo. Já o WhatsApp se orgulha em oferecer o recurso em todas as conversas da plataforma, mas de forma direta, onde nem mesmo Zuckerberg poderia ler o conteúdo das conversas… em teoria, é claro.

 

 

A resposta do Telegram foi contundente, onde um screenshot cheio de argumentos relata formas onde as conversas dentro do WhatsApp podem ser acessadas por outros usuários, mesmo considerando a criptografia ponta a ponta.

De qualquer forma, foi interessante ver os argumentos apresentados pelas duas plataformas, e como elas trocaram socos e pontapés na frente de todo mundo. Não que eu seja adepto da violência gratuita, mas entendo também que se você quer fazer uma piada com alguma coisa, que ao menos aguente a volta do “amiguinho”.

A regra não mudou em 2021: não sabe brincar, não desce para o play!


Compartilhe