hackerman prison break - Tentou hackear sistema de presídio para reduzir pena de amigo e se deu mal

Konrad Voits, de Ann Arbor, Michigan (EUA), hackeou o sistema carcerário do condado de Washtenaw, com o objetivo de reduzir a pena de um de seus amigos que estava preso.

A invasão não exigiu grandes conhecimentos de computação, nem uma invasão ao escritório informático do presídio. Tudo o que Konrad precisava era roubar as credenciais de acesos de um funcionário do presídio com um e-mail falso, além de uma mãozinha do Phishing.

Voits primeiro se passou por um funcionário do governo que precisava de acesso aos registros da prisão. Depois de fracassar nessa tentativa, ele montou um site falso, quase igual ao do condado de Washtenaw e, por telefone, se passando por um funcionário do departamento de TI, conseguiu que um funcionário da prisão entrasse no site e registrasse suas credenciais de acesso.

Depois, ele ingressou no sistema XJail para revistar todos os registros dos presos e modificar alguns dados, como a data do término da sentença.

Porém, as mudanças ativaram notificações imediatas, o que fez com que o pessoal da prisão acionasse o FBI, ao mesmo tempo em que contrataram uma empresa especializada para rastrear o hacker.

Foi uma questão de tempo para as autoridades encontrarem Voits, que pode pegar uma pena máxima de 10 anos de prisão e multa de US$ 250 mil. Nesse momento, ele está sob custódia, com audiência de sentença programada para o dia 5 de abril de 2018.

 

Via Bleeping Computer