TikTok se tornou séria ameaça para o YouTube Press "Enter" to skip to content
Início » Internet » TikTok se tornou séria ameaça para o YouTube

TikTok se tornou séria ameaça para o YouTube

Compartilhe

A internet é assim: cíclica. Tendências aparecem e desaparecem rapidamente, e as diferentes gerações de usuários vão adotando novos hábitos e comportamentos que acabam se refletindo nos produtos e serviços mais utilizados.

O Google jamais poderia imaginar que o YouTube iria encontrar um adversário de peso no TikTok, que já é a plataforma que superou o serviço de vídeos (até então) mais popular do planeta em volume de visualizações.

Quando todo mundo pensava que o TikTok estava perseguindo o Instagram, descobrimos que o objetivo era ainda maior, superando o YouTube que tinha esse trono de principal plataforma de vídeos online por muito tempo.

 

 

 

O artista vai onde o povo está

 

 

Isso ajuda a explicar o movimento de vários youtubers para o TikTok e outras plataformas de vídeos curtos. Isso, e todas as práticas recentes da plataforma de vídeos do YouTube, que acaba de alguma forma desprestigiando os produtores de conteúdo em vários aspectos.

E eu não estou falando apenas em pagar pouco dinheiro por um grande volume de visualizações. Eu mesmo abandonei o YouTube porque basicamente era muito trabalho para poucos ganhos. Agora, pense em como é frustrante pensar que seu vídeo curto ou com baixa audiência vai receber campanhas de publicidade de qualquer maneira, onde apenas o Google ganha com isso (porque você não vai ver nenhum centavo deste dinheiro).

Diante disso, a missão do TikTok se torna muito mais simplificada. Sem falar que a criatividade que a plataforma de vídeos curtos oferece acaba chamando mais a atenção do público jovem, o que promoveu uma mudança de comportamento perceptível.

É tão perceptível, que o mesmo YouTube decidiu “copiar” o TikTok ao lançar os Shorts, que é a sua proposta de vídeos curtos. Mas tenho dúvidas se a cópia será tão orgânica quanto a original. Não consigo imaginar um êxodo de usuários para a nova proposta do Google, pois os produtores de conteúdo estão migrando de serviço em caminho contrário, e seus seguidores tendem a fazer o mesmo.

Para complicar ainda mais a situação do YouTube, desde que o TikTok assumiu a liderança (algo que teria acontecido em junho de 2020, pelo menos no tempo médio de visualizações de vídeos), a plataforma não parou de ganhar usuários.

Neste momento, o YouTube só vence na retenção total apenas pelo fato de contar com um gigantesco número de usuários, algo que a plataforma acumulou nos últimos anos. Mas… quando foi a última vez que você ficou sabendo que um vídeo na plataforma do Google se tornou viral?

Já no TikTok…

 

 

 

Como será o amanhã?

Responda quem puder. Mas dá para ter alguns indícios claros do que está por vir.

Os vídeos virais estão ajudando a impulsionar a popularidade do TikTok para outros patamares. Sua forma de consumo (com os vídeos na vertical) é muito mais cômoda para qualquer usuário, e ver vídeos de curta duração é tudo o que a nova geração quer, pois ninguém quer perder tempo na vida.

Não dá para imaginar o que vai acontecer no futuro, mas dá para afirmar como fato consumado a materialização do TikTok como uma séria ameaça para o YouTube e Instagram. Vamos ver como essa guerra pelo usuário que adora consumir conteúdos de vídeo vai terminar.

Só não quero pensar que só vou ver vídeos de apenas cinco segundos no futuro.


Compartilhe
@oEduardoMoreira