skank

Skank | Resposta | Maquinarama | 2000

Ainda lembro que eu estava lendo
Só pra saber o que você achou
Dos versos que eu fiz
Ainda espero Resposta…

Tá, eu sei. O Skank fez vídeos melhores, mais bem produzidos e com maior rotatividade na MTV Brasil. Mas “Resposta” eu considero a música que virou a chave da história da banda. E foi a música que marcou o início da mudança mais importante da minha vida.

Em 2000, eu já estava apaixonado por Dalva Teruel Pavan. E pelas inúmeras dificuldades da vida (e das nossas respectivas existências, cada um com suas famílias, impedimentos e preconceitos), a forma que a gente se comunicava um com o outro era através de cartas. Na verdade, antes disso, a gente já se comunicava por cartas, no tempo que ela precisou ficar em Campinas por outros motivos da vida. E, mesmo depois disso, mantivemos esse costume. Pela nossa conveniência, e pelo prazer de ler as palavras escritas um para o outro.

Então, quando ouvi essa música no rádio pela primeira vez, eu fui fisgado de imediato. As primeiras frases da música se encontravam diretamente com os meus desejos, propósitos e sentimentos. Foi inevitável não ter aquele sentimento de saudade inexplicável de quem já faz parte de sua vida, mesmo não estando na sua vida todos os dias.

E quando vi o videoclipe, tudo se encaixou. O fato de tudo acontecer em um simples atravessar de rua em um semáforo, onde no nosso mundo real só aconteceria em 30, 40 segundos no máximo. Mas são desses poucos segundos que o destino precisa para atuar e poder fazer com que duas almas se encontrem, se conectem. Uma concepção simples, conceitual, em um preto e branco que não é bem um preto e branco. De qualquer forma, é direto, objetivo. Artístico.

Sabe, de certo modo, uma parte de mim ainda espera as respostas das cartas que não obtive resposta. As respostas das cartas que escrevi para Dalva, mas que nunca foram enviadas. Ou que nunca chegaram. A outra parte de mim já teve a resposta: um casamento que vai completar 10 anos de existência em 11 de outubro.

 

Para saber os critérios dessa escolha, clique aqui.