ventiladores

Pesquisadores do Centro de Cibersegurança da Universidade de Ben Gurion (Israel) apresentaram um curioso tipo de malware que é capaz de roubar dados do usuário utilizando os ventiladores do PC.

Diferente de outros tipos de ameaças de segurança com os keyloggers, que registram nossa digitação no teclado, identificando o que escrevemos para roubar nossos dados, esse malware usa os ventiladores instalados no equipamento para roubar dados específicos.

 

Lento, porém, eficiente

O processo exige a instalação prévia do que se conhece como “Fansmitter”, um software que assume o controle do processador e dos ventiladores, podendo aumentar ou diminuir a temperatura, controlando a velocidade de giros do processador. O objetivo aqui é codificar os dados a serem roubados na forma de ondas acústicas que são analisadas e traduzidas por um dispositivo adicional, que tem que estar próximo ao equipamento afetado (máximo de 8 metros de distância).

É um sistema bem lento, já que o processo de conversão por ondas acústicas permite alcançar velocidades máximas de transmissão de informação de 900 bits por hora. Levando em conta que um bloco de notas com centenas de caracteres já ocupa 800 bits, podemos ter uma ideia do quão limitado é esse sistema. Mas desde já não podemos dizer que não é um método original.

Via DvHardware