kuro_pionner

Na semana passada, a LG confirmou que ainda nesse mês de novembro vai deixar de fabricar televisores com tecnologia de plasma. Essa tecnologia, que antes era uma referência para os amantes do cinema em casa, caiu completamente no esquecimento. Pioneer, Panasonic, Samsung e agora a LG. Todos abandonaram uma das tecnologias de referência no segmento de TVs para apostar nas telas OLED.

Há menos de 10 anos o plasma era sinônimo de televisor de qualidade. A tecnologia oferecia uma reprodução de cores mais natural que as telas de LCD, seu principal concorrente na época, além de um incrível contraste e maior profundidade dos tons negros. No começo, as telas de LCD conquistaram o consumidor que precisava de TVs com diagonal menor, enquanto que o plasma exigia telas muito grandes, com preços inalcançáveis para a maioria.

Esse fator, junto com o temor de ter a sua tela queimada – algo que acontecia com as primeiras gerações do plasma, principalmente quando uma imagem ficava muito tempo estática na tela – deixou o mercado do plasma muito concentrado, enquanto que o LCD não parava de crescer, mesmo com uma qualidade de imagem muito inferior e com problemas igualmente irritantes, como o efeito ‘ghost’ e os dead pixels.

Com o passar dos anos, as TVs de plasma foram ficando de lado. Mesmo com o avanço da tecnologia e os problemas das primeiras gerações solucionados, o mercado já estava dominado pelas telas de LCD e os seus baixos preços. E tudo isso aconteceu mesmo com o plasma sendo uma das primeiras a apostar na febre da TV 3D. Nos últimos anos, a cota de mercado das TVs de plasma alcançava, no máximo, os 5%, com LG e Samsung dominando as vendas.

pioneer-kuro

A tecnologia de plasma foi a referência em qualidade de imagem por muitos anos. Muitos usuários ainda consideram essa tecnologia superior às telas OLED mais populares do mercado. E, se Samsung e LG se atreveram a oferecer de forma bem discreta modelos de plasma, foi a Pioneer e a Panasonic as fabricantes que mais ofereceram produtos com essa tecnologia ao consumidor.

Vide o caso dos assombrosos (na época) modelos Pioneer Kuro, considerados durante anos como os de melhor qualidade do mercado. Muita gente quis colocar essa TV na sala de casa.

Mas depois do adeus precipitado da linha Kuro, a foi a Panasonic quem tomou as rédeas do plasma, com séries de modelos que fizeram história. A empresa apostou em evoluções constantes, que culminaram no seu melhor modelo, o Panasonic VT60. Aliás, quem tem hoje os modelos da linha Kuro ou o citado modelo da Panasonic, recomendamos que guarde esses itens com todo o cuidado, pois são os últimos de sua espécie.

650_1000_panasonic-vt60

A roda do mundo é assim. Nem tudo nessa vida é eterno, e no mundo da tecnologia, é menos eterno ainda. No caso das TVs de plasma, ela cumpriu o seu papel no seu segmento, seja para estimular avanços no desenvolvimento de soluções para o entretenimento, ou até mesmo para alimentar uma competição com outras tecnologias. Mas tudo indica que sua hora chegou de uma vez por todas, e temos que seguir adiante.

Mas jamais esqueceremos pelos seus serviços prestados.