Compartilhe

Gente, vamos combinar uma coisa: todos nós (quero dizer, pelo menos aquelas pessoas que estão em casa por livre e espontânea consciência) estamos com muito tempo livre em casa. E precisamos gastar esse tempo de alguma forma. Ou melhor, de várias formas.

Para muitos de nós, cozinhar, mudar os móveis de lugar, zerar os seus videogames preferidos e colocar em dia as séries atrasadas não é mais o suficiente. É preciso agregar algo a mais para a humanidade, oferecendo soluções que podem mudar a nossa vida para sempre.

Ou quem sabe render um meme na internet.

Outra verdade inescapável é que muita gente deixou o cabelo crescer durante esse período complicado de nossas vidas. Com as barbearias e salões de beleza fechados (quero dizer, quando esse post foi produzido, tais estabelecimentos estavam reabrindo no Brasil, apesar do período não ser dos mais seguros), muitos precisaram cortar o cabelo por conta própria, ou pedir para alguém da família fazer esse trabalho de alto risco.

Para os solitários, não tem muito o que fazer. No meu caso, não tive problema algum: já estou acostumado a raspar a cabeça, e está tudo certo. A cada 10 ou 15 dias, uma máquina e uma Gilette com creme de barbear resolvem tudo.

Mas… e para aqueles que não podem tomar uma atitude tão radical com o cabelo?

 

 

 

A máquina que pode cortar o seu cabelo (ou te assassinar na tentativa)

 

 

Vamos ver a solução do Shane, um inventor norte-americano e especialista na criação de robôs. Seu canal no YouTube, o Stuff Made Here, conta com 287 mil inscritos (e contando, pois acredito que o cara vai ganhar mais seguidores com o passar do tempo, já que muita gente curte esses inventos inusitados).

O jovem Shane, cheio de tempo livre na vida e com o cabelo enorme, decidiu criar um robô que corta o cabelo. Mais: decidiu que ele mesmo seria a cobaia do invento.

Então… e os resultados disso?

A grande dificuldade para um robô cortar o cabelo de um ser humano é estabelecer a pressão que ele deve exercer sobre a cabeça do cliente e o uso da tesoura. Essa combinação, quando não está bem programada, pode ser algo fatal para o infeliz que decidir passar por essa experiência.

De qualquer forma, pelo vídeo de demonstração (que você pode conferir no final do post), o invento tem margem de melhora, mas ao menos conta com uma boa base assentada de tecnologia.

 

 

 

Ele não tem apenas um robô para cortar o cabelo

 

Shane conta com uma página no Patreon que mostra mais dos seus inventos, e afirma que constrói coisas que ele acredita que são geniais e que não existem, como robôs que jogam basquete e iPads que podem ser manejados por deficientes visuais com as mãos.

Hum… não sei se são exatamente uma invenção ou algo inédito. Acho que já vi esse tipo de inventos antes, mas não podemos criticá-lo por oferecer os seus conhecimentos para a nobre missão de tentar melhorar o mundo.

Mas dê uma chance ao Shane e dê uma olhada na sua página do Patreon e no seu canal de vídeos no YouTube. Ele já conta com mais de 100 horas de trabalho dedicadas aos seus inventos.

E sobre o resultado final do corte de cabelo? Você pode conferir o resultado no vídeo abaixo. Não acho que é o melhor barbeiro ou cabelereiro que você vai encontrar na vida, mas ao menos é o fruto de um trabalho honesto.

 


Compartilhe