Compartilhe

Por causa do isolamento social, novas formas de acabar com a solidão das pessoas foram criadas. Em alguns casos, adotar ou comprar um animal de estimação não resolve, pelos mais diferentes motivos. Por isso, é fundamental que a tecnologia entre em ação, para oferecer alternativas que podem resolver o problema.

Pois bem, um grupo de engenheiros fabricaram uma foca robô de pelúcia que conta com uma tecnologia avançada. O produto é pensado dos idosos que estão em isolamento e precisam de companhia e, nesse momento, não podem receber visitas (pelos motivos que você bem sabe quais são).

Nesse momento, onde o mundo passa por um dos problemas sanitários mais sérios da nossa história, várias são as pessoas que permanecem sozinhas e isoladas em hospitais e asilos. Sem falar nos profissionais de saúde que não podem se aproximar dos seus familiares. Por isso, esses grupos começaram a utilizar sofisticadas focas robô para ajudar a acabar com a solidão dos seus clientes.

Estas focas robôs de pelúcia são fabricadas pela empresa PARO Robots, e foram desenvolvidos para que eles pesem o mesmo que um bebê humano, e recebem uma inteligência artificial avançada que é capaz de responder a todos os estímulos das pessoas como se o mesmo fosse um animal totalmente real.

 

 

 

Um trabalho de tecnologia avançada e pensada na interação com os humanos

 

 

O robô em forma de foca de pelúcia pode ser considerado um gadget terapêutico melhorado com inteligência artificial, que é capaz de reduzir o estresse do paciente, estimular as interações entre os pacientes e cuidadores e melhorar a socialização de pessoas doentes.

No site do projeto, é revelado que, através da interação com as pessoas, o robô PARO pode responder como se ele estivesse vivo, movendo a cabeça e as pernas, emitindo sons e mostrando o seu comportamento animal com elevado nível de imersão. O robô é capaz de imitar a voz de uma verdadeira foca bebê, algo que não só deve agradar aos idosos mas também às crianças.

 

 

O papel dos robôs terapêuticos como é o PARO está se tornando cada vez mais importante, especialmente em momentos como o que vivemos nesse momento. Uma grande parcela da população que precisa ser protegida com mais cuidados nessa questão sanitária pode se beneficiar dessa nova tecnologia.

A má notícia desse projeto é que este é o tipo de produto que pode sim ajudar a muitos, mas é considerado inatingível para a maioria das pessoas. Seu preço por unidade é de US$ 6.000, um valor que só pode ser investido por alguns hospitais que podem utilizar esse robô para ajudar aos pacientes que mais estão sentindo dos efeitos da solidão.

 

 

 

Via PARO Robots, Wired


Compartilhe