Pessoal está perdendo a noção das coisas.

Anthony Levandowski, um milionário e ex-engenheiro da Google fundou uma religião cuja divindade é baseada na inteligência artificial. E está investindo todo o seu dinheiro nisso.

A Way of the Future foi criada em 2015, e sua meta “moral” é contribuir com a melhora da sociedade pela adoração de uma divindade alimentada por uma inteligência artificial.

Até o momento, a Way of the Future não apresentou os seus formulários nos serviços de imposto de renda dos EUA para ser qualificada como uma organização religiosa externa (nos EUA, as igrejas pagam impostos). Logo, tecnicamente, ela ainda não é uma religião oficial.

Levandowski ficou rico depois que a Uber comprou a sua empresa, a Otto, focada no desenvolvimento de caminhões autônomos. E, desde então, ficou com muito tempo livre na vida.

Parem. Por favor. Apenas parem.

 

Via Techspot