Xiaomi Mi MIX 2

Depois de muitos rumores, o Xiaomi Mi MIX 2 é oficial. Com seu design belíssimo, sua tela que ocupa quase toda a frontal do dispositivo, e suas especificações típicas de um smartphone top de linha premium.

É um modelo que chama a atenção por todos os fatores acima citados. Não é de hoje que a Xiaomi consegue entregar dispositivos com design espetaculares, e dessa vez, eles levam a questão ao extremo.

 

 

Não só isso. Abrigam a tela de 5.99 polegadas em um corpo com agarre muito agradável, graças ao aspecto 18:9, que se não é algo inédito no mercado de smartphones, ao menos é uma tendência bem vinda entre os dispositivos.

Talvez alguns se decepcionem com a ausência de uma câmera dupla traseira, algo que está se tornando cada vez mais comum dentro do segmento de smartphones premium.

 

 

Por outro lado, a Xiaomi promete uma câmera traseira de 12 MP (sensor Sony IMX386) típica de um dispositivo top de linha para o Xiaomi Mi MIX 2. Para um dispositivo que aposta claramente muito mais no design do que em outros aspectos, pode ser um ponto que podemos até “dar uma colher de chá”.

No seu interior, a presença do processador Qualcomm Snapdragon 835 trabalhando com 6 GB de RAM e pelo menos três variantes de armazenamento confirmam a aspiração do modelo em ser um típico top de linha. E, o mais impressionante disso tudo: a Xiaomi continua a manter uma relação custo-benefício das mais interessantes para os seus modelos top de linha.

 

 

É surpreendente ver a empresa alcançando preços na faixa entre 400 e 500 euros para um smartphone com esse hardware potente. Mesmo o modelo especial, com acabamento de cerâmica, consegue atingir valores na faixa dos 600 e 650 euros.

Aqui, fica reforçado que não é mesmo necessário vender um rim para ter um modelo premium, com design diferenciado e hardware potente. Ah, e tudo isso com a qualidade de um Android com atualização para o Oreo já garantida.

 

 

O único grande problema da Xiaomi é a sua pouca presença nos mercados internacionais. Por mais que você possa importar um dispositivo (e isso é um bom negócio, mesmo pagando impostos), ter uma distribuição e suporte local faria com que suas vendas e penetração no mercado internacional fosse algo cada vez mais expressivo, e fatalmente ela ocuparia uma posição melhor entre as principais vendedoras de smartphones.

De qualquer forma, o Xiaomi Mi MIX 2 entra na lista de um dos melhores smartphones de 2017. Muita gente vai se atrever a trazer ele para o Brasil via importação. E será um grande negócio no final das contas.