anonymous-840x473

Conover Kennard, viúva de Pete Farndon, o baixista e fundador da banda Pretenders, criticou abertamente a KKK (Ku Klux Klan) por suas manifestações de ódio contra negros e outras minorias raciais presentes nos EUA. Algo louvável, mas que fez com que alguns membros da citada comunidade a atacassem.

Kennard começou a receber mensagens racistas, que até simulavam a saudação de Hitler durante o regime nazista, procedente em sua maioria de contas anônimas criadas no Twitter especificamente para provocá-la. Tudo isso chamou a atenção de Amped Attacks, um membro do Anonymous especializado em ataques DDoS.

Esse membro se deu conta do que aconteceu, e não teve dúvidas em oferecer uma boa dose de “karma” para essas pessoas, lançando ataques DDoS que derrubaram as páginas da KKK, seguida de diversas mensagens no Twitter que não deixam dúvidas sobre a autoria dos ataques, que duraram vários dias.

111

Em uma entrevista, Kennard esclareceu que o hacker em questão é um amigo seu, e que não pode evitar a intevenção ao ver todos os dados que estavam lhe causando com sua campanha, e garantiu que o tal hacker pretende lançar ataques periódicos contra sites de grupos terroristas, como o ISIS.

Via Softpedia