Moleque visionário de 13 anos previu em 1993 como deveria ser um capacete de realidade virtual | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Tecnologia » Moleque visionário de 13 anos previu em 1993 como deveria ser um capacete de realidade virtual

Moleque visionário de 13 anos previu em 1993 como deveria ser um capacete de realidade virtual

Compartilhe

realidade virtual

 

Um jovem de apenas 13 anos de idade se atreveu a fabricar o seu conceito de realidade virtual com componentes caseiros.

O que deixa tudo mais interessante é que isso aconteceu em 1993.

 

A realidade virtual caseira

 

O Youtuber triggeron publicou um vídeo onde ele explica como fabricou um capacete de realidade virtual, pronto para games e interação. Ele era obcecado pela realidade virtual na época, e estudou várias maneiras de fabricar um capacete e um sistema de interação.

Seu sistema se baseava em uma TV portátil Sony WatchMan, com três pequenos alto-falantes internos. Para obter a sensação de movimento e 3D, colocou diante da tela uma lente, que por sua vez ocasionava enjoos e dores de cabeça, inclusive provocando nele a necessidade de utilizar óculos anos depois.

O capacete estava conectado a um videogame NES e uma luva, sendo este último a ponte de interação e controle para jogos. Fabricado a partir de uma luva de jardinagem, ele contava com dois interruptores de um velho controle de videocassete, além de um cabo que rodeava o pulso e os dedos.

O cabo estava conectado aos interruptores, e detectava o movimento da mão, como se fossem gestos mais rudimentares.

Obviamente, estamos diante de um conceito que não chegou a lugar nenhum. O valor aqui está na criatividade do jovem, que pensou em como deveria ser um capacete de realidade virtual.

Uma ideia curiosa quando vemos o que temos hoje nesse segmento.

Vídeo da demonstração a seguir.

 


Compartilhe
@oEduardoMoreira