Os fãs das selfies podem agora se deslocar até Glendale, Los Angeles (EUA). A cidade inaugurou o Museu da Selfie, um lugar criado com o objetivo de explorar a história e o fenômeno cultural que representam as auto-fotos.

A ideia do museu é que as pessoas conheçam a origem dessa tendência, mostrando que a prática das selfies existe há muito mais tempo que o imaginado.

Rembrandt, Albert Durer, Van Gogh e vários outros grandes artistas fizeram os seus próprios retratos. As diferenças estão na técnica artística e escala.

O site do museu garante que a ideia é que os presentes possam explorara a origem das selfies através da lente da arte, da história, da tecnologia e da cultura, enquanto se divertem registrando algumas selfies em suas instalações interativas. Diferente de alguns museus, aqui as selfies são liberadas e quase obrigatórias para uma melhor experiência.

 

 

No museu, há espaço para tudo. Um dos retratos lá encontrados é o do macaco negro que pegou a câmera do fotógrafo David Slater em 2011, para registrar várias selfies, pela mera curiosidade.

Os criadores do Museu da Selfie garante que, em um primeiro momento, suas portas estarão abertas por um período de dois meses, mas o tempo pode ser prorrogado, e até pode visitar outras cidades dos Estados Unidos e ao redor do mundo.

 

+info

Leia também:  CEO da Uber é flagrado brigando com motorista da Uber