Tag Archives: xbox

A grande lição da E3 2012 (se é que teve alguma)

by

e3-2012

Mais uma E3 Games acabou. Muita gente foi para Los Angeles jogar em primeira mão os jogos que serão lançados no mercado a partir do segundo semestre, encontrar mulheres fantasiadas de cosplay, e ver as novidades do mercado. Novidades? Bom, algumas. Não todas.

Muita gente reclamou pela escassez de novidades na parte de hardware, mas temos que entender que os tempos são outros. Desenvolver novos produtos custa muito dinheiro, e apesar do investimento no desenvolvimento de novos títulos custar milhões de dólares, ainda é algo mais barato do que os bilhões que são gastos no desenvolvimento dos novos consoles. De qualquer forma, pelo menos a Nintendo se definiu em relação ao Wii U, que chega ao mercado “no Natal de 2012”, sem revelar preços ou datas. Não sei se ele vai dar tão certo como o Nintendo Wii (que, cá pra nós, reinventou a roda do mercado de videogames, mesmo que você seja um jogador hardcore, e acha que controle com sensor de movimento é coisa de criancinha), mas entendo que pelo menos eles estão pensando de forma correta.

Veja bem (quem começa frase assim quer enrolar alguém… e é justamente isso o que eu quero): a Microsoft e a Sony deixaram a dica. Videogame hoje não é apenas aquele produto onde você senta no sofá, fica diante da TV e joga os seus jogos. Você assiste eventos esportivos ao vivo, filmes e séries, ouve música, acessa os conteúdos do seu computador, navega pela internet, entre outras atividades. Some à isso o controle do Wii U, que tem uma tela com uma dimensão boa o suficiente para você assistir conteúdos via streaming, como Netflix ou YouTube. E como todo mundo está querendo um tablet hoje em dia… por que não combinar vários conceitos em um único produto?

A Microsoft foi outra que mostrou novidades. Muitas na parte de acordos para a plataforma do Xbox (como com o UFC, expansão do acordo com o Netflx e ESPN, etc). Mas a principal novidade foi o SmartGlass, que é um recurso que permite o controle do Xbox 360 através de dispositivos iOS, Android, PCs e Windows 8. É uma espécie da “AirPlay” para o console da Microsoft. Ok, tem gente chata que vai dizer “A Apple já faiza isso faz tempo…”. Aí, eu vou dizer: “ok, pega a sua chupeta e publica em um jornal”, e complemento dizendo que tal recurso expande a possibilidade de integração das plataformas da Microsoft. Que é justamente isso o que a gigante de Redmond quer.

Outro detalhe importante: a Microsoft informou em sua coletiva que hoje, o Xbox 360 é o console #1 do planeta. E eles estão certos. O Kinect “reinventou a reinvenção da roda dos videogames”, conquistou um novo público dentro do seu produto (público esse que a própria Microsoft estava com dificuldades em alcançar), e abriu um novo leque de possibilidades não só dentro do seu segmento de entretenimento, mas para outros segmentos. E isso se confirma no lançamento do Kinect for Windows. Essa é uma mina de ouro que a Microsoft vai explorar ao máximo, fazendo com que o Xbox 360 tenha, pelo menos, mais dois anos de vida útil, com o anúncio da próxima geração do seu console para 2014 (na minha opinião, e claro).

Já a Sony… honestamente, eu não sei porque a Sony insiste no PlayStation Move. Eu não conheço ninguém que tenha o PS Move, e ninguém que seja feliz DE VERDADE com ele. Mas se a Sony insiste… depois de alguns títulos e acessórios para o modelo (um volante com suporte ao Move), o momento de maior destaque da coletiva foi… God of War!

Aliás, o que mais chamou a atenção na E3 2012 foram os jogos. Electronic Arts, Ubisoft, Warner Bros. Entertainment e outros desenvolvedores se esmeraram para impressionar os presentes com novos títulos. E talvez essa seja a principal lição da E3 2012. Em um mercado que é mais lucrativo do que os cinemas, é mais interessante investir nos títulos que vão abastecer esse mercado, uma vez que as plataformas de jogos estão estabelecidas.

A E3 2012 foi realmente fraca, mas foi o suficiente para que muitos gamers fiquem felizes no segundo semestre. Entendo que, hoje, quem comprou o seu console, não vai mais migrar de plataforma. E, mesmo que um novo console seja lançado, dificilmente vai apostar em uma nova plataforma. Exceto no período do Natal, onde todo mundo gasta um pouco mais de forma natural. Principalmente os japoneses e os norte-americanos.

De qualquer forma, eu já vou guardar um pouco de dinheiro para o FIFA 13, PES 2013 e Madden 13. Recomendo que você faça o mesmo.

Vídeo: Ben Heck criou um aparelho para comer um burrito e jogar o Xbox 360 ao mesmo tempo

by

Ben Hack é um dos hackers de videogames mais famosos do mundo. Ele faz modificações de absolutamente tudo o que se possa imaginar, e cria produtos que fazem designers oficiais de consoles ficarem babando. Dessa vez, o expert estava com vontade de jogar o seu Xbox 360 e comer o seu burrito ao mesmo tempo. E colocou as mãos na massa.

O resultado é assombroso, e a melhor parte é que a maioria daqueles que tiverem vontade de repetir a façanha, poderão fazer em casa, sem maiores dificuldades. É só assistir ao vídeo abaixo de 14 minutos, anotar todos os passos… e trabalhar!



Via Gizmologia

Xbox 360 é um ótimo console de games. Com o Kinect então…

by

Minha experiência com o Xbox 360 está sendo a melhor possível. Ao longo de 2011, eu planejei a compra do console para o final do ano, mas quando vi o dólar subindo de forma enlouquecida, não tive dúvidas: peguei as economias e comprei o console (na época, não sabia que o produto seria fabricado no Brasil). E não me arrependo!

Tudo bem, não jogo tanto quanto eu gostaria. Mas do pouco que consigo utilizar, ele me garante boas horas de diversão. Se comparados aos consoles das gerações passadas, as diferenças de recursos são gritantes, mas a diferença mais destacada é a qualidade da imagem. O produto mostra claramente que para extrair toda a qualidade de imagem possível, precisa de um cabo HDMI para reproduzir o conteúdo do console. E esqueça os conectores tradicionais. Você não vai precisar deles.

O Xbox 360 está conseguindo algo que não esperava: me fazer planejar a compra de um PlayStation 3. Eu imaginava que não necessitava dos dois consoles, mas fato é que o PS3 é um dos consoles mais vendidos do mundo (mesmo com todos os problemas da PSN), sem falar nos jogos exclusivos da plataforma de games da Sony. Fiquei um bom tempo com o PlayStation 2, que me garantiu ótimas horas de diversão. Além disso, seria mais um item de tecnologia em casa. E convenhamos, quem não quer isso?

Agora, uma coisa é fato: o Kinect não é algo “de Deus” (brincadeira, hein…). O sensor de movimentos da Microsoft deu uma sobrevida ao Xbox 360, oferecendo novas possibilidades de jogos e recursos multimídia. O periférico funciona conforme prometido, e mesmo em jogos considerados casuais, como o Kinect Sports, a diversão é garantida, e a mecânica dos jogos segue de forma fiel a proposta do jogo.

Porém, nada é tão perfeito quanto a proposta de Dance Central. Estou com as duas versões do jogo, e ambos aproveitam o melhor do Kinect. Algo que eu disse na demonstração do produto há dois anos, na E3 Games, se comprova na prática.

“Agora, os nerds sabem dançar!”

Qualquer pessoa minimamente coordenada consegue produzir boas rotinas de dança, sem muitas dificuldades. Isso é praticamente um milagre dentro do mundo dos games. Ainda mais para alguém de uma geração que viveu jogando seus jogos preferidos sentado no sofá. Na verdade, continuo sendo um sedentário que prefere a comodidade do sofá. Mesmo porque, temos ótimos jogos a serem controlados com o joystick (principalmente FIFA 12 e F1 2011). Mas não posso negar que o Kinect revolucionou o mercado, tal como o Nintendo Wii fez na época do seu lançamento.

Não pretendo adquirir o PlayStation Move. Acho meio restritivo e limitado. Não estou dizendo que é ruim. Só afirmo que, para mim, não vai rolar. Afinal de contas, quer liberdade maior que “olha, mamãe, sem as mãos!”? Na minha opinião, não. Mas, de qualquer forma, a Sony pode agradecer à Microsoft. Vai ganhar mais um cliente para seus consoles de games graças à performance de um produto concorrente.

Uma das vantagens daqueles que pretendem comprar um console hoje é poder adquirir o produto fabricado no Brasil, e com garantia. Esse pode ser um excelente atrativo para os usuários que querem uma garantia a mais, apesar do lendário problema das “luzes da morte” não acontecer mais.

Enfim, minhas férias serão regadas com muita jogatina. Mesmo falando sobre o Xbox 360, recomendo que você passe as festas de final de ano jogando os seus jogos preferidos em um bom console, ou no computador. Afinal de contas, pode ser melhor do que passar com aquele primo chato (que vai tentar jogar PES 2012 com você), ou com aquela tia pegajosa (que vai pedir pra ver o especial do Roberto Carlos em Jerusalém, que já passou, justo na hora que você quer jogar Gears of War 3).

Não seria a hora de você comprar outra televisão para você?

Xbox busca usuários para testar a sua nova interface

by

O blog Major Nelson anunciou que a Microsoft está procurando usuários dispostos a testar a nova interface do Xbox 360. Os testes certamente estão relacionados aos novos serviços de vídeo que a Microsoft vai oferecer em breve, com essas novas e interessantes opções que estão vinculadas com o Windpws Phone.

A melhor parte é que não há menções à restrições regionais para inscrições. Para mais detalhes sobre o post publicado, clique aqui.

Fã de Gears of War constrói uma réplica da Lancer em LEGO, com carregador removível e motosserra integrada

by

PLUM B, um modder fanático por Gears of War, que já não sabia mais como investir seu tempo antes de chegar o terceiro jogo da série, criou uma reprodução complexa e funcional do rifle usado pelos protagonistas do game, usando peças de LEGO e um talento excepcional, evidenciando detalhes, como o seu carregador da balas de borracha e a motosserra funcional integrada. Mais fotos (e um vídeo) abaixo.



via DVICE

Ben Heck criou um sistema de troca automática de discos do Xbox 360

by

Ben Heck, um dos mais famosos especialistas em modificar videogames e produtos eletrônicos do mundo, apresenta mais uma de suas soluções criativas, pensadas em trazer comodidade para quem tem muitos jogos de Xbox 360 em casa. Ele desenvolveu um sistema de troca automática de discos para o console da Microsoft.

Na verdade, esse projeto do Ben é parte de um desafio que ele propôs em um fórum especializado em modificação de videogames. Heck está disposto a doar o projeto do trocador de discos, desde que o vencedor se proponha a concluir o trabalho, utilizando uma solução eficiente e criativa para que o sistema funcione por completo. Heck deixou os principais componentes do sistema montados, mas deixou o mesmo inacabado de propósito, para incentivar o desafio aos demais membros do fórum.

Do que já está montado, Heck utilizou um velho CD player, com sistema de troca de discos em forma de carrossel, e já deixou instalado o software para o funcionamento do mecanismo de troca instalado. A partir daí, é por conta do vencedor do concurso, que precisa enviar para o criador do projeto a sua solução em texto para concluir o projeto. Ben vai analisar todas as soluções enviadas, e a mais criativa e funcional vai levar o projeto para casa. As ideias poderão ser enviadas até o dia 30 de agosto de 2011.

O vencedor, se conseguir concluir o projeto, terá um sistema de troca de discos para o Xbox 360, que funciona através de um controle remoto, com um mecanismo completo o suficiente para colocar e retirar os discos do console. Fica a nossa curiosidade para saber como o sistema vai ficar depois de pronto.

via Technabob