Era para ser uma brincadeira em javascript, mas virou um processo por distribuição de código malicioso para uma jovem japonesa de 13 anos.

A menina compartilhou um link para um pequeno código javascript, que apresenta uma janela no navegador web repetidamente, reaparecendo assim que você tenta fechar a janela.

 

for ( ; ; ) {
window.alert(" ∧_∧ ババババ\n( ・ω・)=つ≡つ\n(っ ≡つ=つ\n`/  )\n(ノΠU\n何回閉じても無駄ですよ~ww\nm9(^Д^)プギャー!!\n byソル (@0_Infinity_)")
}

 

 

A mensagem apresentada dizia “não vale a pena fechar a janela tantas vezes”, o que mostra o teor irritante da brincadeira. A menina só compartilhou o código porque já tinha sido vítima do mesmo.

A polícia não se comoveu com o bom humor da menina, e considerou o caso grave, acusando a mesma por distribuir o código malicioso e por identificar e visitar duas outras pessoas suspeitas de compartilhar o mesmo link.

Muitas vozes já se levantam contra o excesso da polícia japonesa. Até um developer de Tóquio criou o projeto Let’s Get Arrested, que facilita a criação de páginas com esse script, desafiando a polícia a prender todos que fizerem o mesmo.

Seria mais interessante se a polícia japonesa gastasse mais tempo com aqueles que continuam a enviar SPAM todos os dias. Ou pior: aqueles que compartilham pedofilia pela internet.

 

Via ArsTechnica