Ah, a internet… esse organismo vivo que não para de crescer, com novos sites, novas contas em redes sociais, mais e mais fotos publicadas, músicas e vídeos compartilhados… de tempos em tempos é fundamental fazer uma análise de como esse monstro cresce ano a ano, e do que ele está se alimentando para ficar forte e saudável. A empresa Royal Pingdom publicou o seu mais recente estudo, que analisa os números da internet em 2012, e vamos nesse post ver esses dados com mais detalhes.

Ao longo de 2012, foram enviados mais de 144 bilhões de e-mails por dia, entre os mais de 2.2 bilhões de usuários. Porém, não se anime: a maioria desses e-mails não servem para absolutamente nada. 68,8% de todos o tráfego de e-mails do planeta foram SPAM, e dentro dessa categoria de lixo eletrônico, a indústria farmacêutica foi o tema preferido (50,7% dos SPAMs enviados). Ou seja, com certeza todo mundo no planeta recebeu, pelo menos uma vez em 2012, um e-mail com uma propaganda de um Viagra alternativo, ou com a célebre frase “aumente seu pênis”.

O número de contas totais (4.3 bilhões) é maior que o número de usuários. Isso pode ser explicado por diversos fatores, desde o fato das pessoas contarem com, pelo menos, uma conta pessoal e outra corporativa (é o meu caso), até o fato que tem muita gente, com muitas contas, para diferentes finalidades. Se você tem pelo menos duas contas de e-mail, você é um ser normal, pois essa é a média mundial por internauta.

O cliente de e-mail (ou software, ou aplicativo) mais utilizado do mundo é o Mail for iOS, que tem 35,6% de cota de mercado. A segunda posição está nas mãos do Outlook, com 20,14%, e a terceira posição é ocupada pelo Hotmail, que tem 13,57%. É sempre bom lembrar que foi em 2012 que o uso dos clientes de e-mail em dispositivos móveis (smartphones e tablets) superaram a dos desktops, o que explica essa liderança do cliente de e-mail presente no iPhone, iPod Touch e iPad.

Usuários

Por outro lado, em 2012, o total de usuários de Internet no mundo subiu para a marca de 2.4 bilhões (em 2011, eram 2.1 bilhões). A maioria desses internautas (1.1 bilhão) está na Ásia, algo que também era de se esperar, pois lá tem mais gente, além da internet ser “um pouco mais rápida” #ironic. Mais da metade desses 1.1 bilhão vivem na China (565 milhões) que conta hoje com uma penetração de internautas de 42.1% (de cada 10 chineses, 4 são internautas). O segundo continente com maior penetração de usuários é a América, com 529 milhões de internautas na América do Norte e 274 milhões na América Latina. Na terceira posição mundial, temos a Europa, com 519 milhões de internautas.

Sobre os números da Internet no que se refere à páginas, temos que reconhecer que o domínio permanece nos Estados Unidos, que possui 43% do primeiro milhão de endereços web hospedados. O WordPress é o serviço mais utilizado, com 48% dos 100 principais blogs do planeta. Também vale a pena destacar que 74,6% das 10 mil páginas principais da internet utilizam servidores livres.

Redes sociais e conteúdo

Goste você ou não, não podemos falar de números de Internet sem citar as redes sociais, especialmente depois que o Facebook anunciou que ultrapassou a barreira de 1 bilhão de usuários ativos mensais na plataforma, que produzem 2.7 bilhões de “likes” por dia. Esses números mostram que, nesse momento, o Facebook não possui concorrentes. Ah, e 47% dos usuários da rede de Mark Zuckerberg são mulheres.

Por sua vez, o Twitter alcançou a marca de 200 milhões de usuários ativos em 2012, além de bater no ano passado recordes de RTs (mais de 818 mil), graças ao tweet enviado por Barack Obama logo após a sua vitória nas eleições norte-americanas ser anunciada. Outros 122 líderes mundiais possuem contas no Twitter.

A média de tweets diários em 2012 foi de 175 milhões, e sem abandonar as métricas, o usuário regular do Twitter enviou 307 mensagens em 2012, e possui 51 seguidores.

Outra atividade preferida do internauta no ano passado foi a visualização de vídeos online. E pouca gente nesse mundo não conhece hoje o fenômeno PSY, cujo vídeo Gangnam Style foi o primeiro da história do YouTube a superar a marca de 1 bilhão de reproduções. Mas tão impressionante quanto essa marca é o número de vídeos que foram enviados para o portal com a tag Obama ou Romney, durante o período de campanha para presidente dos Estados Unidos: 2.7 bilhões de vídeos.

Sobre as fotos, o Facebook parece resumir esse assunto. Foram mais de 7 petabytes de fotos enviadas para a rede social apenas em 2012, ou 300 milhões de novas fotos adicionadas por dia. Ou seja, muito mais dados do que o Instagram registrou no ano passado, mesmo com o serviço de fotos ultrapassar a marca de 5 bilhões de fotos enviadas em setembro (ou 58 novas fotos por segundo naquele mês). Por fim, e apesar dessa informação não ser surpresa para ninguém, a câmera do iPhone 4S é a mais popular do Flickr, com a câmera do iPhone 4 ficando na segunda posição.

Navegadores, buscadores e smartphones

No mercado dos navegadores, a paridade é cada vez maior entre os três principais candidatos ao topo. Por enquanto, o Internet Explorer segue sendo o líder (segundo os dados da StatCounter) em todas as suas versões somadas, apesar do fato que os seus 39% de cota não dá uma liderança folgada para a Microsoft, já que o Chrome (28%) e o Firefox (25%) seguem no seu calcanhar.

Enquanto isso, no quesito ferramentas de busca, o cenário não mudou. O Google segue com o seu reinado, com folgados 67% de cota nos Estados Unidos. Em outras palavras, mais de 1.2 quatrilhão (ou 1.200.000.000.000, ou um 12 seguido de 11 zeros) de buscas foram realizadas ao redor do planeta em 2012.

Se os números da Internet são surpreendentes, os números relacionados aos smartphones não ficam muito atrás. Existem aproximadamente 1.3 bilhão de smartphones ativos (o total de dispositivos móveis ativos – celulares, smartphones, tablets e outros gadgets conectados – é de 6.7 bilhões, que se distribuem em aproximadamente 5 bilhões de usuários). O Android domina o mercado, com uma cota mundial de 66% (465 milhões de terminas com o sistema do Google foram vendidos em 2012). No total, o tráfego móvel mensal estimado foi de 1.3 exabytes.

Esse é um “breve” resumo de tudo o que aconteceu em 2012 no mundo conectado. Sobre o ano de 2013, ainda é cedo para saber com o que vamos nos deparar. Parece evidente que vamos utilizar cada vez mais a internet móvel e as redes sociais, pois são duas tendências que são aparentemente impossíveis de se frear a essa altura dos acontecimentos. Assim como também é impossível prever se vai aparecer algum smartphone vindo da China ou da Coreia que vai nos conquistar de forma surpreendente. Ou mais: se o novo iPhone vai ser realmente inovador, e não uma evolução dos modelos anteriores.

Quem viver, verá!