www

A WWW (World Wide Web) aberta, do jeito que nós conhecemos, chegou ao mundo em 30 de abril de 1993. Nem faz tanto tempo assim, e ao mesmo tempo, são duas décadas, mostrando um contraste de tempo bem interessante. Ao longo desses 20 anos, WWW está em todos os lugares, e em quase todo o tipo de produto de tecnologia, mostrando o quanto essa rede foi fundamental para a evolução da tecnologia como um todo.

Eu só fui entrar na internet em 1997, quando comprei aquele que era o objeto de desejo de muitos que contavam com computadores em casa: um modem. Comprei a pecinha junto com um kit multimídia na minha primeira visita à Fenasoft, em São Paulo (quem se lembra dela?). Aliás, bons tempos aqueles. Na verdade, nem tão bons. O que eu chamo de “bom” era o sentimento do novo, o desejo de encontrar pessoas, buscar novas informações, o início da necessidade de produzir conteúdos para a internet. Hoje, eu acho que demorei tempo demais para começar a produzir conteúdos para a internet, e me arrependo um pouco disso. Em compensação, hoje eu faço isso com o maior prazer.

Algumas coisas não eram tão boas assim. Esperar até meia-noite para pagar um pulso único para acessar a internet era uma das coisas que não eram tão gratificantes assim. Mas fez parte de uma tradição que hoje lembramos com uma certa nostalgia. Tudo bem, minha mãe quase teve um ataque histérico quando a primeira conta de telefone chegou (com chamadas para a Espanha ou Bahamas, do serviço MSN.com), mas com o tempo, você vai aprendendo as manhas: contrata um provedor local, usa os discadores gratuitos do SBT Online (quem nunca), coleciona os CDs da AOL (ou transforma eles no papel de parede do seu quarto), melhora o seu computador com a esperança que a sua internet ficaria mais rápida, entre outros rituais que fizeram com que eu me apaixonasse por essa grande rede de computadores.

Ao longo desses 20 anos, a WWW saiu de uma rede de computadores para poucos, para se tornar uma das principais vias de comunicação do planeta. Hoje, as pessoas recebem as notícias e informações de diversos temas ao redor do mundo na tela do computador, do tablet e do smartphone. Esperar pelo jornal (ou telejornal)? Pra quê? Mais: ao invés da notícia chegar até você, é você que pode ir atrás da informação que deseja, com as ferramentas de buscas em portais, sites, blogs e no famigerado Google.

Aliás, se houve um site, instituição ou “entidade” que contribuiu de forma decisiva para o crescimento da internet foi o Google. Deixemos de lado a sua validade, ou o fator “don’t be evil” que muitos entendem que o Google não tem. Mas não podemos negar que o serviço de buscas lançado em 1998 foi de fundamental importância para que a internet como nós conhecemos se tornasse algo relevante. O Google concentrou tudo em um lugar só, oferecendo ao internauta múltiplas possibilidades de busca de conteúdo, e depois disso, com uma gama de serviços que permitiram que muitos usuários pudessem efetivamente realizar a maioria de suas atividades online. Tanto, que isso resultou no Chrome OS, sistema operacional do Google que funciona “na nuvem”.

Com tudo isso, foram 20 anos de uma evolução fantástica. E novas tecnologias não param de aparecer, e farão com que a WWW se torne ainda mais poderosa. Se você hoje está lendo esse post na tela do seu celular, é sinal que você é parte dessa evolução e desenvolvimento. Fico feliz por fazer parte dessa era da internet, e principalmente, por ter acompanhado esse desenvolvimento na maior parte desses 20 anos.

Até porque a internet mudou minha vida de forma decisiva. Se hoje eu ganho dinheiro fazendo aquilo que eu gosto, é basicamente por causa da internet (e de uma conexão de alta velocidade).