A DriiveMe é mais uma daquelas empresas focadas na economia compartilhada. A novidade aqui é o aluguel de carros por apenas 1 euro o trajeto.

Inicialmente, isso é impossível de ser praticado. O aluguel de um carro na Europa tem preço mínimo de 100 euros. Então… qual é o truque aqui?

O DriiveMe é uma startup francesa que tem cinco anos de vida, e conta com um acordo com as empresas de aluguel de carros mais conhecidas que contam com veículos fora de sua central.

No lugar de recorrer aos motoristas ou caminhões para deslocamento das frotas de carros, ela usa os próprios usuários que, por apenas um euro, fazem um trajeto de outros profissionais. O aluguel seria como qualquer outro, incluindo os seguros, mas com algumas desvantagens.

O problema aqui é que a oferta é limitada ao número de carros que nesse momento estão fora de sua localização principal, e aos acordos vigentes da empresa. Logo, se nenhum carro está alugado para uma viagem só de ida, a oferta é reduzida a zero.

 

 

Na França, o DriiveMe já tem grande fluxo de movimento, mas nos fóruns de usuários da empresa relatam que os escritórios de aluguel de carros muitas vezes desconhecem o serviço contratado, e o prometido aluguel de um euro pode sair bem caro.

Por um euro, a rentabilidade da empresa é praticamente nula, ainda mais com os impostos de importação de carros. Os lucros da DriiveMe devem vir dos acordos com as próprias empresas de aluguel de carros que, mesmo assim, ficam com grande porcentagem dos custos de relocalização.

E a pergunta que fica é: o que vai acontecer quando as empresas de aluguel de carros deixar de dar suporte para terceiros ao serviço, passando elas mesmas a oferecer a funcionalidade? Talvez não por um euro, mas mais barato que um aluguel padrão.

Prevejo um futuro complicado para o DriiveMe.

 

+info