A FDA dos EUA decidiu fazer o recall de 465 mil marcapassos que apresentaram sérios riscos de segurança aos seus usuários/pacientes.

Esses marcapassos poderiam ser hackeados em seu status atual, e precisavam ser atualizados para seguir funcionando. O problema aqui é grave, mas tem uma solução bem simples, com uma atualização de firmware.

A atualização leva apenas três minutos para ser concluída, mas deve ser feito por um pessoa especializado e de forma específica para evitar que o marcapasso seja violado, o que torna imprescindível o recall dos dispositivos afetados.

E curioso ver como agências e profissionais não escutaram as advertências relacionadas com os problemas de segurança dos marcapassos. Muitos consideraram como “exagerados e sem sentido” os alertas, e agora tiveram que recuar e assumir a realidade.

Antes tarde do que nunca. Mas quando falamos de algo tão importante, as políticas de ação dos principais responsáveis deveria ser “o quanto antes melhor”.

 

Via CNET