Compartilhe

2015-12-04 18.26.26

Como perder uma oportunidade dessas?

O troféu Vince Lombardi, entregue à equipe campeã do Super Bowl (final do campeonato de futebol americano da NFL) está no Brasil. Bom, pelo menos estava entre os dias 4 e 5 de dezembro, no Shopping Eldorado, em São Paulo. Essa preciosidade esportiva veio ao Brasil em uma ação da Visa, e como eu estava em São Paulo nesse período, era impossível perder essa oportunidade.

Apesar de ser um final de tarde de sexta-feira, a fila para tirar uma foto com o troféu não estava muito grande. A espera foi de aproximadamente 30 minutos. O mais legal de ficar em uma fila para esse tipo de ação é que fatalmente você vai encontrar fãs do esporte conversando sobre o assunto de forma amistosa, sem muitas agressividades. Tudo bem, tinha gente declarando seu ódio para determinadas equipes, mas tudo dentro de um limite de respeito e educação. Não há o fanatismo agressivo do futebol tradicional.

O que tornou tudo mais interessante foi o jogo exibido na quinta-feira (03), entre Packers e Lions, com um final inacreditável. Esse era um dos assuntos do dia, além das estratégias, das campanhas de cada time… e de como o San Francisco 49ers está mal nessa temporada. Mas isso não vem muito ao caso agora.

2015-12-04 18.54.34

O troféu Vince Lombardi, visto de perto, é algo realmente muito bonito. É claro que não pude tocar no troféu, que estava protegido por um cubo de vidro e alguns seguranças muito fortes e bem treinados. Mas ao menos posso dizer (sem medo de errar), que estive mais próximo do troféu de campeão da NFL do que Tomy Romo (quarterback do Dallas Cowboys) jamais estará! (torcedores dos Cowboys, me desculpem pelo bullying, mas só falei a verdade).

Posso dizer que estive próximo de um dos troféus mais cobiçados do mundo dos esportes. Ganhar um Super Bowl é uma das coisas mais difíceis que uma equipe ou um ser humano pode alcançar. Agora, pensem no Tom Brady, que ganhou quatro vezes em seis tentativas, ao longo de 15 anos. Não é algo fácil de ser alcançado.

Aprendi a gostar desse esporte – o futebol americano – quando criança. Sentava diante da TV para assistir com o meu pai, nos tempos áureos da Bandeirantes. Eu cresci, decidi ter TV por assinatura e, desde 2000, eu assisto todas as temporadas desse esporte fantástico. Logo, jamais poderia perder a chance de registrar esse momento.

Para mim, esta é uma foto histórica.


Compartilhe