Compartilhe

Amanhã (29) é a Black Friday (que já tem cheiro de Black Fraude no Brasil… como sempre e infelizmente). E, tal e como qualquer ser capitalista (mas não seguidor de Paulo Guedes) que nasceu em terras tupiniquins e é viciado em tecnologia, boa parte das minhas compras estão relacionadas ao mundo dos gadgets, eletrônicos e devices conectados.

Mas um dos produtos que adquiri na Black Friday não é exatamente um dispositivo, mas sim um serviço. Desde setembro de 2019, eu abandonei de vez a TIM, que nem pegava tão bem aqui em Florianópolis, me entregava um pacote de dados pequeno para um serviço que era ruim o suficiente a ponto de não mais conseguir receber ligações telefônicas, para escolher a Oi, que está funcionando de forma razoável, me entrega um plano controle generoso (50 GB de dados com apps ilimitados por R$ 99,90 por mês) e atende todas as minhas demandas sem maiores problemas.

Eu estava usando a linha da Oi como número comercial para o TargetHD.net, mas com todos os problemas que eu tive com a TIM, acabei adotando a operadora como número principal. Aumentei o pacote de dados e, até agora, eu estou me dando bem. O serviço funciona como esperado, e tudo o que foi feito de alteração nos planos foi atendido sem maiores problemas.

Primeiro, alterei do plano controle mais básico para o plano com 50 GB de dados. E tudo deu certo.

Aí, veio a Black Friday, e a promoção da Oi, oferecendo 100 GB por R$ 99,90 por mês, com vários apps ilimitados.

Então, eu disse: por que não?

 

 

Eu nunca tive tanta internet no smartphone em toda a minha vida!

 

 

Fiz a contratação do plano da Black Friday da Oi (repetindo: 100 GB de internet, minutos ilimitados de chamadas de voz, 2000 SMSs, as principais redes sociais sem consumo de franquia, Netflix e YouTube com uso ilimitado, por R$ 99,90 por mês) no dia 20 de novembro, e fui orientado a esperar até o dia 25 de novembro, que é quando vence regularmente a minha fatura para realizar o pagamento referente à contratação do novo plano, para ter o direito aos 30 dias com o novo plano ativo e vigente.

Fiz o pagamento, o mesmo foi confirmado, e 24 horas depois da confirmação, o plano estava ativo. E de forma plena, não apenas com os 100 GB de dados contratados, mas com os outros 109 GB dos dois meses anteriores do plano antigo.

Pelo visto, a Oi está com a caridade de acumular a franquia de dados dos meses anteriores que eu não utilizei (até quando, eu não sei, mas pelo menos nos dois primeiros meses foi assim), tornando esse plano algo praticamente ilimitado. Eu utilizo muita internet móvel todos os dias, pois sempre procuro trabalhar fora de casa. Mas como os principais apps estão com zero rating (principalmente nos casos de Netflix e YouTube), eu vou ter que quebrar a cabeça para consumir todo esse plano de dados ao longo de um mês.

Quem sabe trabalhar todos os dias fora de casa durante a tarde, aproveitando da brisa da Beira Mar Norte em Florianópolis, ou nos shoppings, entre um filme e outro.

 

 

Enfim, 209 GB é, oficialmente, o maior pacote de dados que eu utilizei em meu smartphone em toda a minha vida, e os 100 GB mensais dessa promoção de Black Friday da Oi serão muito bem vindos. E, por enquanto, eu não tenho do que reclamar.

E, no Dia de Ação de Graças, eu agradeço pela promoção de Black Friday da Oi, que me deixou muito feliz em não mais me preocupar com internet fora de casa.

Exceto é claro quando o sinal não funciona bem… aí, é outra história….


Compartilhe