Esse post é, para mim, um dos mais importantes da minha vida. Porque vou falar de uma causa muito pessoal, e que precisa ter a atenção de todas as pessoas minimamente racionais. É questão de vida ou morte para todos.

Para quem ainda não sabe (e deveria saber, pois é a mais pura verdade), o café é uma substância mágica que nos ajuda a sobreviver nesse mundo vil e cruel, onde temos que aguentar grandes desgraças cotidianas, como Marilena Chaui, Olavo de Carvalho e Jair Bolsonaro.

É o café que nos deixa feliz ao ver o sol de cada manhã. É a primeira felicidade de muita gente. É tão bom, que a gente toma o dia inteiro e vive bem.

Pois bem, tudo o que é bom chega ao fim. E o café está morrendo.

De forma quase desgraçada (porque o café vai embora, mas a Gleisi Hoffmann continua aí, viva e fazendo a gente passar vergonha), a grande maioria das diferentes espécies de café que conhecemos, consumimos e amamos está entrando em extinção. Algumas das espécies já teriam desaparecido.

De todas as 124 espécies existentes de sementes, três delas contam somente com três plantas (eu disse PLANTAS, e não plantações) cada uma em todo o mundo. Além disso, 75 espécies dessas 124 se encontram em sério risco de desaparecer dentro das próximas décadas.

 

 

Quase todas as espécies de café que são comercializadas vieram da espécie chamada Coffea Arábica, que também está correndo risco de extinção. O aproveitamento e desenvolvimento dos recursos do café silvestre poderiam ser determinantes para a sustentabilidade a longo prazo do café.

Todas as demais espécies de café podem ser usadas para passar uma maior resistência para enfermidades e outras fortalezas para as sementes de uso comercial. Tudo isso está acontecendo por causa da exploração dos recursos naturais e do desaparecimento de bosques e selvas que acontece todos os dias pelas mãos humanas.

Em resumo: já podemos colocar o café na lista de coisas que deixarão de existir daqui a 50 anos. E eu pergunto: como a humanidade vai sobreviver às tortuosas manhãs do futuro?

Eu acho que não sobrevive, e digo mais: prevejo uma nova guerra mundial com as pessoas descontroladas e insuportáveis com a ausência do café. Abstinência de cafeína pode ser mais perigoso de raiva de bolsominion ou de petralha.

Para saber mais sobre o estudo que revelou que o café está entrando em extinção (e quem sabe fazer alguma coisa para evitar o pior), clique aqui.