Compartilhe

Fato: tanto o PS5 (nome agora oficial) como o Xbox Scarlett (nome provisório) contarão com um SSD, mas não será uma unidade qualquer. Será uma variante de alto desempenho para dar suporte ao software. A informação foi confirmada quando foi anunciado o uso dessa solução nos consoles de nova geração, e isso já está gerando um hype enorme entre os potenciais compradores dos novos consoles.

O SSD vai ajudar a reduzir os tempos de carga de jogos para menos de um segundo, além de permitir a criação de mundos mais ricos e complexos. Nos dois casos, existem dúvidas e certezas.

 

 

O SSD será essa terra prometida por Sony e Microsoft?

Os desenvolvedores vão encontrar o mesmo que já encontram hoje no PC. Faz muito tempo que usamos SSDs nos PCs, e seu preço caiu tanto, que praticamente se transformou no padrão para qualquer pessoa que vai montar um computador para os jogos. Mas é preciso lembrar que os desenvolvedores de games se centram nos consoles, partindo da base hardware do PS4 e Xbox One. Consoles que não contam com SSD.

Ou seja, o fato de incluir um SSD por padrão nos consoles de nova geração fará com que os desenvolvedores aproveitem o seu hardware de uma forma até então inédita. Hardware e potência brutanão servem de nada se os desenvolvedores não sabem como (ou não querem) aproveitar isso.

Hoje, contar com um SSD ajuda a reduzir de forma drástica os tempos de carga e melhora, em alguns jogos, as transições entre áreas, reduz os problemas de popping associados aos jogos do tipo sandbox (ou mundo aberto), melhora a carga de texturas e pode ter efeitos positivos no desempenho geral, ao eliminar os problemas que se produzem em alguns casos pelo ray tracing continuado dos discos rígidos.

Porém, o que Sony e Microsoft estão desenvolvendo nos SSDs no PS5 e Xbox Scarlett vão muito além de tudo isso. As duas empresas falam em utilizar a unidade como uma segunda memória RAM, mais lenta, mas que permite (em teoria) criar mundos muito mais complexos nos jogos.

Mas isso deve acontecer não por responsabilidade exclusiva do uso do SSD. O novo processador e a maior quantidade de RAM disponível também terão papel fundamental nessas melhorias.

Em resumo: o SSD terá papel muito importante no resultado final dos novos jogos do PS5 e Xbox Scarlett, mas não fará milagres. Outros fatores de hardware e software vão pesar no resultado final da equação.


Compartilhe