Você pode não ter percebido, mas a tecnologia de realidade virtual nos videogames melhorou e muito nos últimos cinco anos. Da piada que foi Quantum Break até o Iron Man para PlayStation VR, a caminhada de progresso foi bem interessante, e hoje estamos em um momento ainda mais interessante para esse segmento dos games.

 

 

Um mundo palpável

 

 

O que no passado era algo confuso e sem sentido se transformou em uma realidade atual muito mais tangível, com gráficos bem elaborados, controles mais precisos e uma experiência de jogo muito mais interessante. Mal dá para acreditar que tudo evoluiu tanto e de forma tão sustentável.

Não é difícil de imaginar que a qualidade dos jogos vai aumentar, especialmente se levarmos em consideração que o hardware de computadores continua em constante evolução (não sabemos como será o futuro dos consoles, e por isso eu aposto ainda mais na evolução da realidade virtual nas plataformas atualizáveis).

 

 

Grandes apostas

 

 

O fato da Sony apostar forte no PlayStation VR pode garantir um futuro sustentável para os games em realidade virtual. Na verdade, a Sony está indo além afirmando que Iron Man será um jogo AAA, mesmo pertencendo ao formato onde a jogabilidade tem uma curva teórica de aprendizado maior do que os games com controles e teclado + mouse.

A ideia é que a Sony não pare por aqui. Afinal de contas, entende que o PlayStation VR tem uma margem de desenvolvimento bem interessante, e o hipotético PlayStation 5 pode levar o conceito para outro patamar.

 

 

O início de tudo

 

 

Ainda estamos no começo de todo um desenvolvimento do mercado de videogames em realidade virtual. Diante das cartas na mesa e apostas apresentadas, podemos imaginar que a caminhada é longa, e que o mercado pode evoluir de forma considerável. Não só o mercado, como também os seus jogos.

Apesar de ser um gamer das antigas e as novas tecnologias de jogos exigem de mim um pouco mais de paciência, eu estou na torcida para ver esse novo segmento de mercado crescer. E ele precisa crescer, pois todos nós precisamos do novo. A tecnologia como um todo precisa do novo. E ver o mundo dos videogames se reinventando de novo é algo simplesmente fascinante.